Presidente da Abapa debate logística e infraestrutura para o oeste da Bahia em Brasília (DF)

O presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, foi recepcionado na última quinta-feira (5), pelo deputado federal Cacá Leão (PP/BA), em seu gabinete na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), onde debateram sobre a importância de investimentos em logística para as áreas agrícolas do oeste da Bahia, como conservação das […]

Em 10/07 de 2018

O presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, foi recepcionado na última quinta-feira (5), pelo deputado federal Cacá Leão (PP/BA), em seu gabinete na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), onde debateram sobre a importância de investimentos em logística para as áreas agrícolas do oeste da Bahia, como conservação das rodovias, energia, internet e telefonia celular. Diante de uma possível votação para a modernização da lei de defensivos agrícolas, Cacá Leão se posicionou favorável à mudança da legislação, ainda da década de 80, e que burocratiza a aprovação destes produtos, que demoram em média cerca de oito anos para serem avaliados até chegarem ao mercado.

Na oportunidade, Júlio Busato ressaltou a importância dos parlamentares pensarem a agricultura como estratégica para o desenvolvimento socioeconômico não somente do oeste, mas de toda a Bahia. “É preciso que os parlamentares, a exemplo do Cacá Leão, defendam o segmento que mais gera renda, emprego e qualidade de vida para a população, apoiando os agricultores com infraestrutura e na pautas estratégicas no Congresso para a manutenção do desenvolvimento do setor agrícola”, explica. Graduado em Administração e Planejamento, Cacá Leão é deputado federal eleito com 125.605 votos, cargo ao qual deverá se candidatar nas próximas eleições, e já foi deputado estadual.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abapa

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.