Obra da Codevasf garante saneamento básico para cinco mil moradores do semiárido baiano

Sistema de esgotamento de Mirangaba teve investimento federal de R$ 7,2 milhões; para a Bahia, estão autorizados R$ 497 milhões, informa diretor Cerca de cinco mil moradores do município de Mirangaba, no Norte baiano, passam, em breve, a contar com coleta e tratamento adequado de esgoto. Um investimento federal de aproximadamente R$ 7,2 milhões executado […]

Em 27/01 de 2017

Sistema de esgotamento de Mirangaba teve investimento federal de R$ 7,2 milhões; para a Bahia, estão autorizados R$ 497 milhões, informa diretor

Codevasf implantará Sistema de Esgotamento Sanitário de Mirangaba (BA) | Foto: Divulgação/Codevasf

Codevasf implantará Sistema de Esgotamento Sanitário de Mirangaba (BA) | Foto: Divulgação/Codevasf

Cerca de cinco mil moradores do município de Mirangaba, no Norte baiano, passam, em breve, a contar com coleta e tratamento adequado de esgoto. Um investimento federal de aproximadamente R$ 7,2 milhões executado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), o sistema de esgotamento sanitário de Mirangaba está concluído e neste momento passa por testes e pré-operação da Embasa para em seguida ter sua operação repassada para a Prefeitura Municipal.

De acordo o diretor de Revitalização de Bacias Hidrográficas da Codevasf, Inaldo Guerra, a ação em Mirangaba integra o Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do São Francisco, cujos investimentos autorizados para o estado da Bahia para construção de sistemas de esgotamento são da ordem de R$ 497 milhões. “A conclusão dessa obra é mais uma prova da preocupação e do empenho da Codevasf e do Governo Federal com a revitalização do São Francisco e com o desenvolvimento sustentável de seu Vale”, destaca Guerra.

O sistema de Mirangaba é composto por 16,8 mil metros de rede coletora convencional e 2,3 mil metros de coletor tronco, ramais prediais, ligações intradomiciliares, uma estação elevatória de esgoto, um emissário de recalque e um emissário final. A estação de tratamento de esgoto (ETE) é composta de tratamento preliminar, duas lagoas facultativas em paralelo, seguida por duas lagoas de maturação também em paralelo.

De acordo com Hélder Arraes, analista da Codevasf responsável por acompanhar a obra, já foi celebrado termo de compromisso entre a Codevasf e a Prefeitura Municipal de Mirangaba para que a transferência da operação do sistema ocorra ainda no primeiro semestre deste ano.

O superintendente da Codevasf em Juazeiro, na Bahia, Misael Aguilar Neto, destaca a importância dos sistemas de tratamento de esgoto construídos em municípios que estão no Vale do rio São Francisco. “Para cada real aplicado em saneamento básico, o município pode economizar até quatro reais no sistema de saúde pública – ou seja, a população adoece menos, e o município economiza no setor de assistência à saúde”, aponta.

“Com o sistema de esgotamento, além de melhorarmos a saúde da população, preservamos o meio ambiente, deixando de jogar dejetos nos córregos e nos rios. Esse é o papel da Codevasf: trazer saúde com o saneamento e ao mesmo tempo cuidar do meio ambiente”, destaca Aguilar.

Mirangaba
O município de Mirangaba faz parte do semiárido baiano e está inserido no polígono da seca, a 365 km da capital, Salvador. A área municipal é de 1.697,691 km², e densidade demográfica de 9,59 habitante/km.

Geograficamente e administrativamente situa-se na microrregião de Jacobina; economicamente, na região do Piemonte da Diamantina e na região de Planejamento de Irecê.

Limita-se ao Norte com os municípios de Campo Formoso e Antônio Gonçalves; ao Sul, com os municípios de Jacobina e Caém; ao Leste com Saúde e Pindobaçu; ao Oeste com o município de Ourolândia.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.