LEM: Movimento “Mães Pela Diversidade” chega ao Oeste Baiano

Projeto visa gerar uma grande mudança na cultura ainda predominantemente transhomofóbica gerada principalmente pela falta de informação e conscientização do que é, e pelo que luta a LGBTQI+

Em 28/10 de 2019

A associação Mães pela Diversidade, de âmbito nacional, aterrissou em Luís Eduardo Magalhães/BA, trazendo um importante movimento que tem como objetivo acolher e aconselhar famílias que possuem filhos LGBTQI+, colaborando para a aceitação desses filhos dentro de suas famílias e na sociedade, além da luta no sentido de combater o preconceito e à intolerância. Formado por mães e pais de filhos da comunidade LGBTQI+, o movimento criado em 2014 em São Paulo já está presente em 22 estados e agora, também possui representação no Oeste da Bahia.

A reunião para apresentação e fundação do coletivo na cidade, ocorreu no dia 17 deste mês, e contou com a presença da coordenadora do Mães pela Diversidade do nordeste, Gi Carvalho, além de performance teatral e coffee break, introduzindo formalmente a associação que abarcará todo o Oeste do estado. No encontro, foram discutidos os objetivos, os princípios e a estrutura da associação, que visa gerar uma grande mudança na cultura ainda predominantemente transhomofóbica gerada principalmente pela falta de informação e conscientização do que é, e pelo que luta a LGBTQI+.

O Mães pela Diversidade incentiva que as famílias de pessoas LGBTQI+, além do respeito e aceitação, cultivem o hábito de defender, lutar e militar por seus filhos e/ou familiares, uma vez que o primeiro refúgio de alguém sempre será sua própria casa, e quando a mudança começa de dentro para fora, a tendência é de que a luta se torne mais forte e mais sólida, gerando confiança perante uma sociedade que insiste em oprimir aqueles que “saem do armário”.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.