Sesab promove em Barreiras seminário sobre Doença de Chagas

O encontro vai apresentar o cenário epidemiológico da Doença de Chagas na Bahia

Em 28/05 de 2019

Ascom Sesab | Imamgem destaque: reprodução G1

om o objetivo de discutir estratégias conjuntas para o fortalecimento das ações de vigilância, assistência e controle vetorial no âmbito do Programa de Controle da Doença de Chagas, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), através da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep), promove no período de 9 a 11 de julho, no município de Barreiras, o Seminário Estadual de Doença de Chagas.

O encontro, que acontecerá no Instituto Federal da Bahia de Barreiras, vai apresentar o cenário epidemiológico da Doença de Chagas na Bahia, capacitar e atualizar equipes de saúde do Estado (regionais) e municípios prioritários sobre as ações de prevenção e controle da Doença de Chagas. Além disso, serão apresentadas experiências exitosas ocorridas dentro do programa.

O público-alvo para o seminário é formado por técnicos de referência do Programa de Controle da Doença de Chagas das regionais e municípios prioritários. Também devem participar pesquisadores vinculados às instituições públicas de ensino e pesquisa do Estado da Bahia, que desenvolvem pesquisa, ensino ou extensão sobre Doença de Chagas.

Vale ressaltar a participação das Secretarias de Saúde dos Estados de Goiás e Pernambuco, que são referências no programa, como também da equipe técnica do Programa Nacional de Controle da Doença de Chagas do Ministério da Saúde.

1 comentário

Robert a dalmaso
Comentou em 29/05/19

Sugiro que se extenda o convite ao representante do Lacen de Luiz Eduardo Magalhaes, já que a instituição é referencia aos municípios para diagnostico de Chagas na região oeste.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.