Inserção de deficientes no mercado de trabalho é discutida no HO

Da redação* No último dia 13, a inserção de deficientes no mercado de trabalho foi discutida em um encontro realizado no auditório do Hospital do Oeste (HO). A palestra com representantes do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), teve como objetivo consolidar, junto aos profissionais da unidade, a boa acolhida às pessoas com deficiência que […]

Em 26/04 de 2016

Da redação*

Rayanne Thayla Cunha, trabalha há cinco meses como recepcionista no HO | Foto: Thianne Lira/Ascom HO

Rayanne Thayla Cunha, trabalha há cinco meses como recepcionista no HO | Foto: Thianne Lira/Ascom HO

No último dia 13, a inserção de deficientes no mercado de trabalho foi discutida em um encontro realizado no auditório do Hospital do Oeste (HO). A palestra com representantes do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), teve como objetivo consolidar, junto aos profissionais da unidade, a boa acolhida às pessoas com deficiência que estão sendo reabilitadas e reinseridas no mercado de trabalho. O HO já conta hoje com 16 funcionários com alguma deficiência atuando em diversos setores do complexo hospitalar.

De acordo com a Lei 8.213, é direito das pessoas portadoras de deficiência os meios para a sua readaptação profissional e social. Contudo, segundo a médica do INSS, Rita Reis, o maior entrave continua sendo hoje o preconceito.

* Com informações de Thianne Lira/Ascom HO

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.