Espanha: Volta a cair o número de mortos nas últimas horas

São oito os Estados que nas últimas horas não registram nenhum caso de internação em UTIs

Em 28/04 de 2020

Sandra Cristina | Correspondente na Espanha

A cifra de mortes diárias com coronavírus na Espanha conta com 301 vítimas mais, uma caída com respeito à última segunda-feira, quando se registraram 331. Já são 23.822 os falecidos, mais de 210 mil contagiados diagnosticados mediante PCR e mais de 102 mil os recuperados desde o início da crise sanitária. Já existem oito Estados que não registram, nas últimas horas, nenhum caso de internação em UTIs.

Por outra parte, o diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias, Fernando Simon, disse hoje na roda de imprensa, que “não sabe a data em que se implementaria” a possibilidade das as pessoas adultas praticarem esporte ou saírem em passeios, como havia anunciado o presidente Pedro Sanchez, quando no último sábado havia falado em sua roda de imprensa que seria liberada tais saídas nesta semana.

De qualquer forma, Simon recomenda que em todo caso de se fazer esporte, que sempre seja uma atividade individual, que haja um aumento no distanciamento mínimo de um metro e meio porque ao fazer exercício entra em jogo outras variáveis como “exalação mais potentes do suor” que podem “gerar riscos” para a transmissão da enfermidade.

Uma notícia muito importante que está sendo destaque hoje em toda a Europa, principalmente Itália, França, Bélgica e, claro, Espanha, trata-se do alerta de pediatras do Reino Unido sobre uma possível relação do coronavírus com sintomas graves que estão sofrendo as crianças daquele país.

O Ministro da Saúde britânico disse que vários menores faleceram por esta causa, mais os especialistas chamam à calma e advertem que se trata de quadros clínicos muito frequentes, febres, dores abdominais, diarreia, vômito e a pele avermelhada, se assemelhando muito aos pacientes que sofrem da síndrome de Kawasaki (uma inflamação dos vasos sanguíneos) e uma síndrome de Shok tóxico.

Na Espanha, há registo de casos em Madrid, Málaga e Barcelona, mas sem nenhum alarme. Especialistas dizem que pode ser uma mutação no DNA da criança e a relação com o covid-19 está sendo estudada.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.