Câncer de mama: diagnóstico precoce aumenta em até 95% as chances de cura

Dados da literatura médica estimam que, quando descoberto em estágios iniciais, as chances de cura podem ser superiores a 95%

Em 16/10 de 2019

Mariela Gonçalves | Tree Comunicação | Imagem destaque reprodução Tribuna do Paraná

Prevenção é a palavra-chave quando se fala em câncer de mama. Não é novidade que exames preventivos como o clínico e, principalmente, a mamografia devem fazer parte da rotina, especialmente, de mulheres a partir dos 40 anos.

Isso porque, a rapidez para a detecção da doença é comprovadamente decisiva em seu prognóstico. Dados da literatura médica estimam que, quando descoberto em estágios iniciais, as chances de cura podem ser superiores a 95%.

O mastologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, Yong Kyun Joo, enfatiza a importância do diagnóstico precoce e ainda acrescenta outro fator, o emocional. Ele afirma que é necessário que todo o processo que envolve a suspeita da doença, até chegar ao diagnóstico, seja realizado de forma ágil para garantir uma melhor qualidade de vida a paciente, independentemente do resultado.

“Quando há a suspeita, é normal que a paciente fique extremamente ansiosa. Diminuir o prazo do diagnóstico pode ser positivo em todos os casos, pois acelera o início do tratamento nos casos positivos, e abrevia a tensão e o estresse nos casos negativos”, explica.

Com este intuito, há um ano, o Hospital Edmundo Vasconcelos conta com um serviço especializado de mama. Um protocolo específico e totalmente dedicado ao assunto que garante à paciente a confirmação ou descarte do diagnóstico em apenas um dia. Todos os procedimentos necessários são realizados na própria Instituição por uma equipe multidisciplinar.

“Esta equipe conta com profissionais das áreas de mastologia, patologia, radiologia, oncologia e psicologia, para proporcionar suporte à paciente. Em casos com resultados positivos, as pacientes já conseguem sair da consulta com a cirurgia agendada, abreviando, desta forma, o início do tratamento”, ressalta o médico.

Por meio dos exames e da conscientização sobre a seriedade da doença, o serviço busca levar a cada paciente a importância da prevenção do câncer de mama, que atinge quase 60 mil mulheres por ano no Brasil e ocupa a primeira posição no ranking de causa de morte entre mulheres no mundo, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

“Ainda não contamos com métodos eficazes de prevenção primária, por isso é importante realizar exames médicos regularmente”, conclui Yong.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.