Bahia chega a 198 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia

O Estado registra também 5.546 casos confirmados de Covid-19

Em 10/05 de 2020

Reprodução SESAB

A Bahia registrou 5.546 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Considerando o número de 1.384 pacientes recuperados e 198 óbitos (8 óbitos a mais que ontem), 3.964 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

O boletim epidemiológico registra 10.864 casos descartados e 20.085 notificações. Até o momento, 623 profissionais de saúde tiveram diagnóstico positivo para Covid-19. A redução de 23 casos em relação ao último boletim justifica-se pela identificação de pacientes em duplicidade no momento da integração das diversas bases de dados.

Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 198 mortes pelo novo coronavírus nos seguintes municípios: Adustina (1); Água Fria (1); Araci (1); Belmonte (1); Buerarema (3); Camaçari (3); Capim Grosso (3); Catu (1); Coaraci (1); Feira de Santana (2); Gandu (1); Gongogi (2); Ibirataia (1); Ilhéus (11); Ipiaú (2); Itabuna (6); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (2); Jequié (2); Jitaúna (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5); Maraú (1); Nilo Peçanha (1); Paramirim (1); Ribeira do Pombal (1); Salvador (128); São Francisco do Conde (1); Ubaitaba (1); Uruçuca (4); Utinga (1); Vera Cruz (1); Vereda (1) e Vitória da Conquista (4). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 12 horas deste domingo (10).

197° óbito: mulher de 80 anos, residente em Paramirim, com histórico de doença pulmonar. A paciente estava internada em um hospital público no município de Vitória da Conquista, vindo a falecer ontem (9).

198° óbito: homem de 67 anos, residente em Salvador, sem histórico de comorbidades. O paciente estava internado em um hospital público na capital baiana, vindo a falecer em 7 de maio.

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Clique aqui para outras informações.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.