Ufba e Ifba aderem à Rede de Consumo Seguro e Saúde/BA

Ascom – Ibametro A sexta-feira, dia 06, foi um dia especialmente importante para a Rede de Consumo Seguro e Saúde (RCSS-BA). Duas ações altamente relevantes aconteceram: a formalização do Convênio de Cooperação Técnica entre os membros da Rede – Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (IBAMETRO), Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor da Bahia […]

Em 08/06 de 2014

Ascom – Ibametro

cp

A sexta-feira, dia 06, foi um dia especialmente importante para a Rede de Consumo Seguro e Saúde (RCSS-BA). Duas ações altamente relevantes aconteceram: a formalização do Convênio de Cooperação Técnica entre os membros da Rede – Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (IBAMETRO), Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor da Bahia (PROCON) e Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental (DIVISA) – e a adesão de dois novos integrantes: a Escola de Politécnica da UFBA e o IFBA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. A solenidade de assinatura do convênio aconteceu no Procon, centro da cidade, pela manhã. Já a adesão das duas instituições acadêmicas à Rede foi firmada durante reunião do Comitê Local, realizada, à tarde, no Ibametro, na Pituba.

“O dia de hoje é um marco histórico para a RCSS-BA. Além do compromisso firmado entre os órgãos que originalmente compunham a rede, é muito enriquecedor o ingresso dessas duas instituições acadêmicas de inestimável contribuição social ao nosso Estado”, destacou o diretor  geral do Ibametro, Osny Bomfim.

O vice-coordenador do Curso de Engenharia de Produção da UFBA, Adonias Magdiel Silva Ferreira, membro da comissão da UFBA na RCSS-BA, representou a instituição no evento. Na oportunidade, apresentou ao Comitê Local proposta de trabalho que ajudará a Rede a identificar falhas nos produtos através de exames laboratoriais. Entusiasmado com a iniciativa da RCSS-BA, o professor ressaltou: “Temos um cenário hoje favorável no Brasil em relação à temática do consumo seguro, em função dessa ação articulada dos poderes públicos para o enfrentamento da questão, já bastante avançada no âmbito internacional”.

á o representante do IFBA no evento, o professor pesquisador Cláudio Reginaldo de Souza, pontua a convergência de temas tratados pela Rede e o Núcleo de Tecnologia em Saúde da instituição de ensino. “Acreditamos que a RCSS-BA e o Núcleo tem interesses e propósitos convergentes, possibilitando ampliarmos os esforços para o alcance dos resultados que irão beneficiar toda a sociedade”, afirmou.

A Divisa-BA esteve representada no evento pelas profissionais Yasmim Figueiredo e Keila Guerra, ambas do Núcleo de Tecnologia em Vigilância Sanitária e Ambiental da Coordenação de Suporte Estratégico. “Temos uma grande expectativa com o avanço dos trabalhos da Rede. Existe uma grande interrogação sobre o que acontece com relação aos acidentes de consumo no Brasil. Precisamos conhecer esses dados para tomarmos as providências necessárias, evitando ocorrências dessa natureza”, afirma Figueiredo.

Participaram ainda da reunião do Comitê Local os servidores do Ibametro Adauto Mascarenhas e Perícles Leite, bem como o representante do Procon-BA, Almir Ribeiro. A reunião foi conduzida pelo servidor Gustavo Mercês, um dos coordenadores do Comitê Local.

A formalização do convênio resgata o compromisso firmado com a assinatura do Protocolo de Intenções, realizada em 9 de outubro de 2013, na Fundação Luís Eduardo Magalhães, no CAB, entre as três secretarias estaduais e os órgãos supracitados para constituição da Rede e seu Comitê Local. Vale salientar que, desde esse período até a presente data, está em atuação o Grupo de Trabalho interinstitucional que acumula resultados consideráveis no enfrentamento da questão no Estado. A RCSS-BA é considerada uma referência nacional pelo pioneirismo, sendo o Ibametro reconhecido pelo INMETRO pelo seu importante papel de articulador para a formação e desenvolvimento da Rede na Bahia.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.