Quadro de saúde do diretor do jornal Nova Fronteira continua grave

Eduardo Lena | Nova Fronteira Atendendo inúmeros pedidos de amigos, da sociedade barreirense e confrades da Academia Barreirense de Letras preocupados com a internação hospitalar do editor chefe do Jornal Nova Fronteira, resolvemos informar que o quadro de saúde do jornalista Vinícius Azzolin Lena continua grave. Ele sofreu uma queda quando estava na chácara da […]

Em 28/06 de 2016

Eduardo Lena | Nova Fronteira

O quadro de saúde do jornalista Vinícius Azzolin Lena continua grave | Foto: Jornal Nova Fronteira

O quadro de saúde do jornalista Vinícius Azzolin Lena continua grave | Foto: Jornal Nova Fronteira

Atendendo inúmeros pedidos de amigos, da sociedade barreirense e confrades da Academia Barreirense de Letras preocupados com a internação hospitalar do editor chefe do Jornal Nova Fronteira, resolvemos informar que o quadro de saúde do jornalista Vinícius Azzolin Lena continua grave. Ele sofreu uma queda quando estava na chácara da família e fraturou a segunda vértebra cervical. Esteve internado no Hospital do Oeste pelo período de dez dias até a colocação de um colete cervical que o imobilizou da cintura para cima. Após receber alta hospitalar, o editor chefe do jornal veio para o seio familiar onde estava recebendo carinho e atenção, mas após três dias em sua residência foi acometido por uma infecção urinária que o obrigou a retornar ao hospital.

O volume de remédios ministrados para conter a infecção e a dificuldade em se alimentar, agravaram o quadro de saúde, inclusive apresentando hemorragia interna, o que se fez necessário a aplicação de bolsas de sangue para aumentar os índices de hemoglobina no sangue.

Atualmente o paciente foi transferido para a UTI onde permanece sedado. Amigos e familiares iniciaram uma campanha para doação de sangue no intuito de ajudar a suprir a carência no banco de sangue do Hemoba. Necessitando de sangue do grupo A- ou O-, os familiares pedem que quem puder doar sangue nesse momento difícil terá o eterno agradecimento. “Independente do tipo sanguíneo, o banco de sangue do Hemoba está muito baixo e como o Hospital do Oeste é referência regional na área de saúde, qualquer tipo de sangue será bem vindo, pois só assim o HO poderá continuar salvando vidas, como vem fazendo até agora”, disse o jornalista Eduardo Lena, filho do editor chefe do Jornal Nova Fronteira.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.