Professores da rede de ensino visitam estrutura da Embasa em Ibotirama, no oeste da Bahia

Ascom Embasa UNB Cerca de 60 professores da rede municipal de ensino de Ibotirama, no oeste da Bahia conheceram no final do último mês, as fases de tratamento e das análises que garantem a qualidade da água fornecida pela Embasa no município. Eles puderam entender junto aos operadores da Estação de Tratamento de Água (ETA) […]

Em 05/06 de 2014

Ascom Embasa UNB

01Cerca de 60 professores da rede municipal de ensino de Ibotirama, no oeste da Bahia conheceram no final do último mês, as fases de tratamento e das análises que garantem a qualidade da água fornecida pela Embasa no município. Eles puderam entender junto aos operadores da Estação de Tratamento de Água (ETA) o processo de captação, tratamento e distribuição da água captada do rio São Francisco que abastece cerca de oito mil imóveis.

A visita às estruturas da Embasa integrou uma aula de campo do curso de extensão dos professores oferecido pela Secretaria Municipal de Educação (SME) de Ibotirama com um total de 120 horas/aula. A coordenadora da educação básica do município, Valdenice Alves da Silva Barreto, acredita que os professores passaram a ter uma outra dimensão do sistema de abastecimento da cidade. “Muitos não conheciam como se dava o tratamento da água e saíram mais confiantes na qualidade da água fornecida para a população”, afirma.

Segundo o gerente da Embasa em Ibotirama, Antônio Francisco Alves, os professores ficaram impressionados com as estruturas e de todas as etapas que consistem a fase de tratamento. “Os professores passaram a valorizar os profissionais e a empresa que prestam o serviço de abastecimento no município. Esta é uma oportunidade para que este conhecimento seja repassado em sala-de-aula”, afirma.

1 comentário

Marçal
Comentou em 06/06/14

Deveriam conhecer quais os investimentos que a Embasa faz nos sistema de abastecimento e esgotos nas Cidades; A empresa estatal arrecada bilhões a não faz investimentos com recursos próprios, tudo que faz são com financiamentos, não incentiva em projetos de apoio a cultura, esportes, saúde e meio ambiente.
Pra onde vai a verba das contas exageradas dos consumidores de água? Ta na hora de fazer a CPI DA EMBASA em Barreiras e outras cidades. Com a palavra os vereadores… Fiscalizem isso…

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.