Produtores rurais recuperam mais uma estrada no oeste da Bahia

Por meio do Programa Patrulha Mecanizada, da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), os agricultores finalizaram a recuperação de mais um trecho de estrada no oeste da Bahia. Desde o início do mês, quem transita pelo trecho de 63 km de estrada, entre as cidades de Cocos, na Bahia, e Mambaí, em Goiás, já […]

Em 15/08 de 2018

Finalização da recuperação do trecho BR-030, em Cocos/BA e Mambaí/GO | Foto: Divulgação

Por meio do Programa Patrulha Mecanizada, da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), os agricultores finalizaram a recuperação de mais um trecho de estrada no oeste da Bahia. Desde o início do mês, quem transita pelo trecho de 63 km de estrada, entre as cidades de Cocos, na Bahia, e Mambaí, em Goiás, já percebe as melhorias na redução do tempo e na segurança do percurso. A obra foi executada em parceria com a Prefeitura de Cocos e com a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), tornando-se mais uma ação conjunta dos produtores rurais para melhorar as vias para o escoamento de grãos das áreas agrícolas beneficiando também os moradores que precisam circular entre as cidades e a zona rural.

Para o prefeito de Cocos, Marcelo de Souza Emerenciano, a recuperação desta estrada é fundamental somente para o escoamento da safra e para as pessoas que precisam se deslocar até o entroncamento com a BR-020, e seguirem em direção à Brasília (DF) ou até Barreiras (BA). “Agradecemos o apoio dos produtores que estão preocupados com o desenvolvimento da região ao recuperarem uma estrada que estava intransitável há muitos anos dificultando o trânsito e isolando a cidade de Cocos. Com esta estrada, mais pessoas circulam gerando ainda mais emprego e renda para o nosso município”, afirma.

O desafio agora, segundo o presidente da Abapa, Júlio Busato, é a pavimentação deste trecho recuperado. Para isto, os produtores protocolaram no Ministério dos Transportes um anteprojeto para transformar esta estrada recuperada em um trecho da BR-030 para que seja depois pavimentada. “Depois de algumas reuniões em Brasília, conseguimos este compromisso do governo federal para pavimentar a estrada que precisa primeira ser transformada em um trecho da BR-030, complementando os esforços iniciados pelos produtores da região que, por meio da união com as associações e prefeitura iniciaram um novo marco para as cidades de Cocos e Jaborandi, e vai gerar bons frutos para o futuro dessa importante região agrícola”, afirma.

Patrulha mecanizada na BR-030, entre Cocos/BA e Mambaí/GO | Fotos: Divulgação

Somente este ano já foram contabilizados 290 km de estradas conservadas e recuperadas pelo Patrulha Mecanizada da Abapa e que atualmente está executando obra que vai ligar o Anel da Soja à sede de Formosa do Rio Preto, reduzindo em 180 km a distância de quem precisa circular entre estes dois pontos. Também está em andamento o serviço de base e asfalto em 33 km no distrito de Roda Velha, município de São Desidério. Este ano também foram realizadas melhorias, em parceria com o município, em uma estrada vicinal que liga a BA-463 a BR-020, conhecida como Linha dos Pivôs, em São Desidério.

Desde a criação do projeto, em 2013, o Patrulha Mecanizada recuperou mais de 1000 Km de estradas vicinais e promoveu a preservação do meio ambiente, melhorias para a drenagem da água da chuva, beneficiando assim, produtores, motoristas e comunidades ao longo dessas estradas. Os produtores rurais investiram aproximadamente de R$ 30 milhões para a aquisição de máquinas, manutenção e custeio das operações do programa, com recursos dos agricultores baianos, por meio do IBA, Prodeagro, Fundeagro, parceria com os municípios e apoio dos próprios produtores.

Recuperação de trecho da BR-030, entre Cocos e Jaborandi | Foto: Divulgação

Fonte: Assessoria de Imprensa Abapa | Araticum Comunicação

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.