Produtores da Bahia participam do 10º Congresso Brasileiro do Algodão

Virgília Vieira | Ascom Abapa Em sua 10ª edição, o evento tem como tema “Qualidade, caminho para a competitividade” e conta com a presença de diretores e associados da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), além de autoridades e principais nomes do setor. Considerado um dos mais importantes fóruns de discussões e análises das […]

Em 03/09 de 2015

Virgília Vieira | Ascom Abapa

Produtores na cerimônia de abertura do 10º CBA | Foto: Divulgação

Produtores na cerimônia de abertura do 10º CBA | Foto: Divulgação

Em sua 10ª edição, o evento tem como tema “Qualidade, caminho para a competitividade” e conta com a presença de diretores e associados da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), além de autoridades e principais nomes do setor. Considerado um dos mais importantes fóruns de discussões e análises das principais questões e tendências da cotonicultura, o Congresso Brasileiro do Algodão (CBA) teve início na terça-feira, 1º de setembro e vai até dia 04, reunindo cerca de 1.200 participantes. O evento é promovido pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e está sendo realizado, em Foz do Iguaçu (PR), no centro de convenções do hotel Recanto Cataratas Resort.

Juntamente com o presidente da Abapa, Celestino Zanella, participam do evento os diretores: Marcelino Flores, Paulo Mizote, Walter Horita, Luiz Carlos Bergamaschi, Marcelo Kappes, Douglas Radoll, João Antonio Gorgen, Marcos Antonio Busato, Sérgio Freire, Celito Breda, Celito Missio, e o presidente da Aiba, Júlio Cezar Busato.

Durante os quatro dias de congresso, estão sendo oferecidos minicursos e ocorrerão 24 mesas-redondas e seis plenárias, que contarão com a participação de especialistas que discutem desde o panorama econômico do Brasil e do mundo até os principais problemas enfrentados pela cotonicultura. Paralelamente aos debates, acontece uma exposição de produtos, serviços e soluções para as lavouras de algodão.

Entre os palestrantes, estão alguns nomes como os dos economistas Ricardo Amorim e José Roberto Mendonça de Barros; do diretor executivo do Comitê Consultivo Internacional de Algodão (Icac International Cotton Advisory Committee, na sigla em inglês), José Sette; do presidente da Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea), Antonio Esteves; do presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Rafael Cervone, do presidente da Abrapa, João Carlos Jacobsen Rodrigues, e do secretário de Políticas Agrícolas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, André Nassar.

A extensa programação é aberta a todos os profissionais que atuam no mercado, da produção à indústria têxtil, incluindo fornecedores de máquinas e insumos, pesquisadores, estudantes e consultores.

Cada edição busca discutir o momento atual por meio da escolha de um tema central, colocando em pauta as principais demandas e expectativas de toda a cadeia. Neste 10º CBA, o tema “Qualidade, caminho para a competitividade” evidencia o foco na qualidade da pluma e no processo de classificação como uma prioridade para o algodão brasileiro ter maior competitividade no mercado mundial.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.