Prefeito de Barreiras nega reajuste salarial de servidores, sindicatos convocam assembleia

Ascom Sindsemb O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barreiras – Sindsemb e SindAc´s, organizarão na tarde da próxima terça-feira, 18 de abril, uma Assembleia Geral com seus filiados para deliberar sobre a Data Base e mesa de negociação para reajuste salarial 2017. O encontro foi marcado após três reuniões consideradas infrutíferas com a Prefeitura […]

Em 13/04 de 2017

Ascom Sindsemb

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Barreiras – Sindsemb e SindAc´s, organizarão na tarde da próxima terça-feira, 18 de abril, uma Assembleia Geral com seus filiados para deliberar sobre a Data Base e mesa de negociação para reajuste salarial 2017.

O encontro foi marcado após três reuniões consideradas infrutíferas com a Prefeitura de Barreiras. Mesmo com a solicitação do Sindsemb, SindAc´s e Sinprofe que o governo municipal formalizasse uma proposta de reajuste para os servidores, os sindicalistas afirmam que o quarto mês do ano já esta findando, e com ele a data-base, data destinada a correção salarial e a discussão e revisão das condições de trabalho fixadas em acordo, convenção ou dissídio coletivo, estipulada por lei municipal.

“Nem se deram ao trabalho de entregar uma proposta por escrito, apenas falaram que proposta de reajuste para os servidores seria zero nesse momento. Ficamos decepcionados, e a comissão pressionou para que seja formalizada por escrito essa decisão, que o gestor repasse essa informação para os servidores, porque precisamos levar para a assembleia, que é soberana para decidir os rumos do movimento sindical”, disse Luciano Pereira, presidente do SindAc´s.

A presidente Carmelia esteve à frente da mobilização dos servidores, reunindo centenas de filiados no pátio da Prefeitura, reivindicando e fazendo um apitaço para chamar atenção do governo municipal para a valorização do funcionalismo. ” Hoje realmente foi um dia muito exaustivo e estressante. Nessa terceira reunião não aceitamos os argumentos da administração pública, que somente apresenta números de gastos com folha, e reafirma que não tem condições de fazer o reajuste, mas acompanhamos que os gastos com contrações e nomeação inexplicáveis só aumentam. Fizemos nossa parte, dialogamos, abrimos o canal de negociação e não obtivemos resposta, agora nos cabe tomar as devidas providências. Mas, quero dizer aos servidores que nossa luta não esta encerrada”, garantiu a presidente.

O prefeito Zito Barbosa durante a reunião alegou dificuldades financeiras e os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Ainda disse, que está promovendo uma série de ajustes para equilibrar o orçamento e conseguir pagar o salário dos servidores em dia. Mas que não apresentaria nenhuma proposta de reajuste, e caso a receita municipal, tenha um acréscimo de 2 milhões nos próximos meses, ele estará revendo a situação e retornando a negociação com os sindicatos. Ele aceitou o convite dos sindicatos para explicar aos servidores, porque está negando o pedido de reajuste, e apresentar em assembleia a decisão da administração municipal.

A assembleia geral do Sindsemb e SindA´cs ocorrerá dia 18, a partir das 17h, na sede do sindicato, situado Praça Duque de Caxias.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.