Luiz Razia ainda acredita em chance na F1, mas busca apoio financeiro

Por pouco, o baiano de 24 anos não se tornou piloto titular da Marussia neste ano Luiz Razia já passou por uma situação frustrante em 2013. No início do ano, ele foi piloto titular da Marussia por somente 23 dias, já que um de seus patrocinadores não pagou uma parcela na data combinada. Agora, o […]

Em 05/12 de 2013

Por pouco, o baiano de 24 anos não se tornou piloto titular da Marussia neste ano

Getty Images - Luiz Razia afirmou que ainda tem esperanças de seguir carreira na Fórmula 1

Getty Images – Luiz Razia afirmou que ainda tem esperanças de seguir carreira na Fórmula 1

Luiz Razia já passou por uma situação frustrante em 2013. No início do ano, ele foi piloto titular da Marussia por somente 23 dias, já que um de seus patrocinadores não pagou uma parcela na data combinada. Agora, o dinheiro é uma das dificuldades do piloto para conseguir uma vaga na Fórmula 1 em 2014.

“Sempre há uma consideração e esperança de entrar para a F1. Não como antes, é um pouco mais reservada, mas continuo a acreditar em uma possibilidade. Acredito que hoje seja mais por uma oportunidade inesperada do que timing, o que não deu certo em 2012. E também tem a falta de apoio financeiro, já que o que eu tinha que provar em categorias menores fiz ao máximo”, disse Razia.

O problema para o brasileiro é que as vagas já estão acabando para a próxima temporada. Somente quatro equipes ainda têm espaços possíveis para Razia. Force India, Sauber (duas vagas), Caterham e Marussia.

Entre suas participações na F1, o baiano de 24 anos já foi piloto de testes na Virgin e na Team Lotus, atuais Marussia e Caterham, respectivamente. Em 2012, ele participou de testes para novatos pela Force India e pela Toro Rosso.

Sobre a possibilidade de ser piloto reserva, Razia concorda com Felipe Nasr, ao dizer que só compensa ser piloto de testes se for para ter experiência nos treinos de sexta-feira. Nasr, por sua vez, está próximo de conseguir vaga na F1, pelo menos como piloto reserva. Especula-se que ele tenha ajuda de R$ 30 milhões de seus patrocinadores.

“O verdadeiro piloto de testes é aquele que anda no carro nas sextas-feiras e que se, por algum acaso o oficial não pode correr, ele sem sombra de dúvidas irá entrar no lugar. O resto é só para pagar contas. Levam dinheiro e só”, afirmou Razia.

O vice-campeão da GP2 em 2012 ainda opinou sobre a mudança de Felipe Massa para a Williams. Segundo Luiz Razia, o único brasileiro confirmado até agora na F1 terá chance de melhorar seu desempenho em uma nova escuderia.

“Para ele vai ser uma boa liberdade de começar do zero e se impor na equipe, coisa que na Ferrari já estava saturado. Acho que pode ser uma via para ele ainda terminar a carreira com bons números. E quem nos diz que a Williams não pode surpreender novamente nos anos seguintes?”, questionou o piloto.

Fonte: Yahoo Esporte Interativo

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.