Justiça determina que governo da Bahia pague salário de professores da Uneb em greve

Com informações do BN Notícias | Foto: Divulgação De acordo com o documento expedido pelo desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior, o Governo terá 72h para efetuar o pagamento da categoria Os professores, servidores e temporários da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) conseguiram reverter, na Justiça, a decisão do governo do Estado de cortar o […]

Em 07/05 de 2019

Com informações do BN Notícias | Foto: Divulgação

De acordo com o documento expedido pelo desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior, o Governo terá 72h para efetuar o pagamento da categoria

Os professores, servidores e temporários da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) conseguiram reverter, na Justiça, a decisão do governo do Estado de cortar o salário da categoria que está em greve há um mês.

Em decisão publicada nessa segunda-feira (6), o desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior, do Tribunal de Justiça (TJ-BA), concedeu medida liminar para que o Estado, em um prazo de 72 horas, efetue o pagamento dos salários do mês de abril de 2019 e eventuais meses subsequentes que tenham sido cortados. Os valores devem ser corrigidos e atualizados.

Os docentes da Uneb, Uesc (Universidade Estadual de Santa Cruz), Uefs (Universidade Estadual de Feira de Santana) e Uesb (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia) fazem parte do movimento grevista.

Na decisão, o TJ-BA determinou ainda que o Estado restabeleça os atendimentos aos docentes pelo Planserv. A cobertura do plano médico estadual teria sido interrompida com o corte de salários.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.