Jornal A Tarde, de Salvador, destaca projeto de monitoramento das águas do oeste da Bahia

O projeto de monitoramento das águas do oeste da Bahia foi destaque na edição desta terça-feira (27) do caderno de “Economia e Negócios” do Jornal A Tarde, de Salvador. A reportagem evidencia o investimento inicial dos agricultores baianos,por meio da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e Associação Baiana dos Produtores de Algodão […]

Em 27/02 de 2018

O projeto de monitoramento das águas do oeste da Bahia foi destaque na edição desta terça-feira (27) do caderno de “Economia e Negócios” do Jornal A Tarde, de Salvador. A reportagem evidencia o investimento inicial dos agricultores baianos,por meio da Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), no valor de R$ 3,5 milhões para mensurar a água disponível do aqüífero para melhor planejamento dos diversos usos. Atualmente, a região conta com somente 160 mil hectares irrigados, de um total de 2,2 milhões de áreas plantadas. O projeto será apresentado nesta quinta-feira (1º), em um seminário no auditório da Abapa, em Barreiras.

Na reportagem, o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, em visita ao jornal A Tarde, reforçou a necessidade de ter um sistema que monitore o volume de água do Aquífero Urucuia, o 2º maior do Brasil, para que as suas águas sejam utilizadas de maneira sustentável. A reportagem também aponta investimentos de R$ 67 mil financiando pelos agricultores baianos para recuperar e proteger 17 nascentes de rios no município de São Desidério, e outros R$ 500 mil para ampliar o projeto para mais cinco municípios para garantir a revitalização de até 200 nascentes.

Fonte: Ascom Abapa | Araticum Comunicação

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.