Governo do Estado começa a planejar Carnaval 2016

Secom Bahia A ampliação da quantidade de equipamentos de detecção de metais na área da Segurança Pública será uma das medidas que Governo do Estado pretende adotar no Carnaval de 2016, como informou o governador Rui Costa durante entrevista coletiva no evento de divulgação do balanço final da festa deste ano, realizada na manhã desta […]

Em 18/02 de 2015

Secom Bahia

01A ampliação da quantidade de equipamentos de detecção de metais na área da Segurança Pública será uma das medidas que Governo do Estado pretende adotar no Carnaval de 2016, como informou o governador Rui Costa durante entrevista coletiva no evento de divulgação do balanço final da festa deste ano, realizada na manhã desta quarta-feira, 18, no Hotel Sheraton, em Salvador.

Para a segurança dos foliões, Rui afirmou que o Governo irá investir em novos rastreadores de metais, “para facilitar a abordagem e impedir o acesso no circuito de pessoas portando armas”. “Esse ano operamos com 420 equipamentos manuais e nós vamos adquirir um número muito maior, tanto para servir ao longo do ano para a área de segurança, como para o Carnaval”, garantiu.

Para o governador, o Carnaval nas cidades do interior deve receber atenção especial. “Nós vamos planejar, eu diria promover, o Carnaval em outras cidades do interior. Nós vamos definir uma grade, apoiar as prefeituras e definir tudo previamente. Eu entendo que havendo promoção, o número de turistas vá aumentar ainda mais”, disse Rui, acrescentando que cidades como Barreiras e outras do extremo sul do estado, como Porto Seguro, Caravelas e Prado, já realizam festas tradicionais neste período.

“Nós vamos potencializar isso e fazer um link inclusive com o Carnaval de Salvador porque com certeza tem turistas que querem passar dois, três dias aqui e depois querem curtir o Carnaval no litoral ou em outras cidades. Nós vamos fazer promoções até estimulando que ele faça esse mix”, afirmou.

Rui destacou ainda que no próximo ano as ações do Governo serão voltadas para o fortalecimento do Carnaval sem cordas. “Esse Carnaval ficou marcado pelo retorno à tradição democrática, com mais trios independentes. Acho que tem uma mensagem muito clara, para todos que organizam e pensam a festa, que o povo quer o retorno daquele Carnaval onde as ruas pertencem à população”, finalizou.

Números do Carnaval 2015
Este ano, o Carnaval do Pelô, que é exclusivamente voltado ao folião pipoca, superou 2014, tanto em público quanto no número de artistas envolvidos. Para cumprir a programação ampla e diversificada, participaram cerca de 1,5 mil artistas e músicos, contra os 950 do ano anterior. Ao total, foram 20 shows no palco principal, montado no Largo do Pelourinho, 38 apresentações nos largos Pedro Archanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água, além dos desfiles de 37 grupos de performance, bandinhas e bandões de sopro e percussão, que ocuparam 14 ruas do Pelourinho com muitas cores e musicalidade. No total de todas as apresentações dos grupos pelas ruas do Pelô, foram percorridos por eles 227,5 quilômetros nos dias da folia.

A Secretaria do Turismo do Estado (Setur) montou receptivo especial para visitantes que vieram à Boa Terra aproveitar o Carnaval. Entre as ações, destacou-se o Programa Guias e Monitores, que atendeu mais de 110 mil turistas em Salvador, Porto Seguro e Praia do Forte, aumento de 57% em relação aos 70 mil do ano passado.

Além do aprimoramento do serviço, os dados apontam para crescimento do número de visitantes. Este ano, a taxa de ocupação hoteleira geral cresceu quatro pontos, atingindo 92%. A estimativa é de que 520 mil turistas brasileiros e estrangeiros tenham visitado a capital durante a folia momesca e mais de 700 mil o estado. O valor investido no Turismo foi de R$ 16,5 milhões.

Movimentação financeira
A presença de cerca de 700 mil turistas na Bahia durante o Carnaval e a movimentação financeira na capital e no interior impulsionaram significativamente a economia no estado este ano. A movimentação financeira deve chegar a R$ 1 bilhão, sendo R$ 750 milhões somente em Salvador. Em 2015, o movimento de turistas é 30% maior que no ano passado, de acordo com estimativa da Setur.

Segurança
A polícia baiana mostrou mais uma vez como se faz segurança pública no maior Carnaval de rua do planeta. Essa eficiência ficou comprovada por meioi do aumento da produtividade. Só o número de prisões em flagrante registrado pela Polícia Civil nos seis dias da folia foi de 114, um aumento de 26,7% em comparação com a festa do ano passado, que teve 90 capturados.

Nos quesitos conduzidos por uso de drogas e presos pela venda de entorpecentes, o êxito da segurança foi maior e resultou em 1031 encaminhados para os postos policiais, contra 434 levados para averiguação pelos mesmos tipos de crimes.

A produtividade policial não melhorou apenas o número de prisões em flagrante. O registro de conduzidos para unidades policiais subiu de 1.222 em 2014 para 2.287 este ano. Foram mais de 23 mil policiais nos três circuitos, nos carnavais de bairro e do interior, com o suporte tecnológico do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR).

Clique aqui e confirma mais números do Carnaval no release de balanço do Governo da Bahia.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.