Governança da água é o tema do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste

O lançamento do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, que terá a presença da presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, ocorreu nessa quinta-feira (27), no auditório da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise), em Aracaju. O objetivo foi apresentar […]

Em 28/10 de 2016
Governança da água é o tema do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste | Foto: Divulgação/Codevasf

Governança da água é o tema do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste | Foto: Divulgação/Codevasf

O lançamento do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, que terá a presença da presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, ocorreu nessa quinta-feira (27), no auditório da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise), em Aracaju. O objetivo foi apresentar oficialmente à imprensa a programação do evento que ocorre entre os dias 8 e 11 de novembro, em Sergipe. O tema central desta edição é “Governança da Água – Desafio para Integração do Nordeste no Presente e Futuro”.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH), Vladimir Caramouri Borges de Souza, o principal desafio desta edição é encontrar soluções e alternativas para o problema da crise hídrica no nordeste e no Brasil. “A realização desse simpósio em Aracaju nos dá a oportunidade de focar na problemática da crise hídrica no Nordeste, observando aspectos regionais do fenômeno. Por isso, temos que tratar de forma diferente esses eventos que acontecem aqui”, disse. “Nosso principal desafio é encontrar soluções para que nenhum brasileiro tenha que sofrer com a falta de água”, completou.

“São mais de 300 trabalhos inscritos, quatro oficinas, diversas palestras com mesas redondas, conferências e apresentação de trabalhos técnicos, todos com foco no desafio de fazer gestão de recursos hídricos no momento de escassez hídrica”, afirmou o superintendente de Recursos Hídricos de Sergipe e presidente da Comissão Organizadora Local, Ailton Rocha.

A cerimônia de lançamento teve a participação do coral Cantar das Águas, da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), que apresentou um repertório com temáticas sobre a água. Também participaram do evento o secretário de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Olivier Chagas, o chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju/SE), Manoel Moacir Macedo, servidores Universidade Federal de Sergipe (UFS) e os analistas da 4ª Superintendência Regional da Codevasf, Vandete Paiva e Walter Uchôa.

Programação
O XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste contará com seis mesas redondas, apresentação de pôsteres, oficinas, além de atividades de educação ambiental no Oceanário do Projeto Tamar e atividades culturais no Centro de Arte e Cultura, com exposições de fotografias dos índios xocós, lançamento de livros, apresentação de grupo folclórico do município sergipano de Brejo Grande, entre outras.

Promovido pela Associação Brasileira de Recursos Hídricos, em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Universidade Federal de Sergipe (UFS), e Embrapa Tabuleiros Costeiros/CPATC, o evento terá em sua abertura a realização da Conferência Magna “Nordeste-Desenvolvimento Recente e Desafios para o Futuro”. A cerimônia ocorrerá no Hotel Radisson, na Orla de Atalaia, em Aracaju. Mais informações sobre a programação do evento podem ser obtidas no site: www.abrh.org.br/xiiisrhne

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.