Estudo demonstra que novo medicamento imuno-oncológico pode ajudar pacientes com câncer de pulmão a viverem mais

In Press Porter Novelli A Roche, líder mundial de inovação em saúde, anuncia os resultados do OAK, estudo de Fase III que avalia o uso do medicamento atezolizumabe, medicamento imuno-oncológico comercialmente conhecido como Tecentriq®, na luta contra o câncer de pulmão de células não-pequenas localmente avançado ou metastático (NSCLC), subtipo responsável por 85% dos casos […]

Em 30/09 de 2016

In Press Porter Novelli

Imagem ilustrativa: Reprodução www.conexaoconvivio.com.br

Imagem ilustrativa: Reprodução www.conexaoconvivio.com.br

A Roche, líder mundial de inovação em saúde, anuncia os resultados do OAK, estudo de Fase III que avalia o uso do medicamento atezolizumabe, medicamento imuno-oncológico comercialmente conhecido como Tecentriq®, na luta contra o câncer de pulmão de células não-pequenas localmente avançado ou metastático (NSCLC), subtipo responsável por 85% dos casos da doença. O estudo global comparou o tratamento feito com atezolizumabe e com docetaxel em pessoas com evolução da doença durante ou depois do tratamento de primeira linha, com quimioterapia à base de platina.

A conclusão do estudo demonstrou melhoria clínica significativa de sobrevida global de atezolizumabe em comparação com o docetaxel, tanto em pacientes com NSCLC, quanto em pacientes com PD-L1 positivo. Considerado a principal causa de morte por câncer em todo o mundo, o câncer de pulmão continua a ser uma necessidade médica não atendida. Segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA, 28.220 novos casos de câncer de pulmão devem ser notificados no Brasil em 2016, com pouco mais de 17.000 homens e quase 11.000 mulheres.

Diante desse cenário, o novo medicamento imuno-oncológico age nas células tumorais, inativando os receptores PD-L1 e facilitando o reconhecimento do tumor pelas células de defesa imunológica do indivíduo. Segundo a diretora médica da área de Desenvolvimento Internacional da Roche, Sandra Horning, estes resultados se somam ao ao corpo de evidências que suporta o papel de atezolizumabe como um potencial novo tratamento para tipos específicos de câncer de pulmão, sendo esta uma notícia muito encorajadora para as pessoas que vivem com a doença. “O medicamento será uma nova opção de tratamento para os pacientes e será avaliado pelas autoridades de saúde globais, incluindo o Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos”, reforça Horning. A Roche apresentará os resultados do estudo para os especialistas em uma reunião da sociedade médica ainda no ano de 2016.

Todas as marcas comerciais utilizadas ou mencionadas neste release estão protegidas por lei.

Referências
1. Taxa de mortalidade no Brasil pelo do Instituto Nacional do Câncer (INCA) – www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/bexiga
2. Incidência do Câncer no Brasil pelo do Instituto Nacional do Câncer (INCA) – http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/tabelaestados.asp?UF=BR

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.