Estudantes de Medicina da UFOB levam alegria a crianças internadas no Hospital do Oeste

Ascom Ufob O sorriso estampado no rosto e o jeito conversador da pequena Júlia Emily, de 7 anos, nem de longe lembravam a menina triste, calada e chorona de minutos antes da visita dos estudantes de Medicina da Universidade Federal do Oeste da Bahia à Ala de Pediatria do Hospital do Oeste, em Barreiras, nessa […]

Em 10/12 de 2014

Ascom Ufob

01O sorriso estampado no rosto e o jeito conversador da pequena Júlia Emily, de 7 anos, nem de longe lembravam a menina triste, calada e chorona de minutos antes da visita dos estudantes de Medicina da Universidade Federal do Oeste da Bahia à Ala de Pediatria do Hospital do Oeste, em Barreiras, nessa terça-feira, 9. Internada há 7 dias, após ser diagnosticada com meningite, a primeira filha de dona Valdirene brincou, ganhou presente e o mais importante: voltou a ter o brilho nos olhos característico de uma criança.

Assim como ela, outros 19 pacientes de até 13 anos tiveram uma tarde diferente, com mais felicidade. Acompanhados de mães, pais, tios, avôs e irmãos, esqueceram, por um instante, os motivos que os levaram até a unidade hospitalar e se divertiram com as atividades do projeto de extensão Doutores da Alegria, do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFOB.

Dona Valdirene Rodrigues, mãe de Júlia, elogiou o gesto de solidariedade dos alunos de Medicina. ?Esse trabalho é muito importante para resgatar a vivacidade das crianças e fazer o tempo passar. Não é fácil deixá-las calmas quando sabem que vão tomar injeção e participar de outros tratamentos. Elas ficam com medo e só pensam em ir embora para casa”.

A estudante Thayze Brito aponta a aproximação com a comunidade como um dos objetivos do projeto. ?Trazer alegria para os pequenos num momento que estão mais frágeis nos torna melhores como seres humanos e profissionais. Também nos permite um contato maior com a realidade que teremos que lidar no futuro?.

02

Pensamento compartilhado pelo professor Marcelo Paschoalini, um dos idealizadores do projeto. ?A humanização da relação médico-paciente é um dos grandes desafios da nossa área. Por isso, temos trabalhado bastante esse aspecto em sala de aula e nas atividades práticas com nossos alunos?, destaca o coordenador do curso de Medicina da UFOB.

A ideia é que, num primeiro momento, o projeto leve mais alegria e solidariedade a outras instituições de Barreiras, como orfanatos e casas de acolhimento a crianças e jovens, e depois seja estendido as demais cidades da Região Oeste.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.