Em busca de recursos, Prefeito de Buritirama participa de protesto no gramado do Congresso Nacional

Osmar Ribeiro | Fotos: Divulgação O Prefeito de Buritirama, Dedê Alves, participou na tarde desta quarta-feira (22) do maior movimento de prefeitos já realizado em Brasília. Aos gritos de “Não tem jeito, tem que ajudar os prefeitos”, cerca de pouco mais de mil prefeitos manifestaram suas demandas de frente ao Congresso Nacional, no gramado da […]

Em 22/11 de 2017

Osmar Ribeiro | Fotos: Divulgação

O Prefeito de Buritirama, Dedê Alves, participou na tarde desta quarta-feira (22) do maior movimento de prefeitos já realizado em Brasília. Aos gritos de “Não tem jeito, tem que ajudar os prefeitos”, cerca de pouco mais de mil prefeitos manifestaram suas demandas de frente ao Congresso Nacional, no gramado da Praça das Bandeiras. Dedê Alves e vários prefeitos da Região Oeste participaram, durante todo o dia, do movimento que faz parte da Mobilização Municipalista, organizado pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios).

A mobilização compõe a campanha “Não Deixem Os Municípios Afundarem”, e para ilustrar a realidade municipal, o movimento municipalista alocou um barco inflável no mesmo gramado. E os prefeitos fincam no mesmo chão um barco de papel, em ato simbólico à grave crise que enfrentam, que deixa as finanças municipais prestes a naufragarem.

“A crise que o Brasil passa neste momento não foi causada pelos municípios. Precisamos que o Governo Federal trate os municípios da mesma forma que trata os Estados, afinal somos nós que estamos em contato direto com o povo que sofre com a falta de investimentos”, relata Dedê.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.