EBDA participa de Seminário de Agroecologia em Brasília

Josalto Alves | Assimp/EBDA Para discutir as práticas de educação ambiental desenvolvidas na agricultura familiar agroecológica no Território de Irecê e a potencial contribuição para o desenvolvimento sustentável, a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), participa, entre os dias 7 e 9 de outubro, do IV Seminário de […]

Em 04/10 de 2014

Josalto Alves | Assimp/EBDA

01Para discutir as práticas de educação ambiental desenvolvidas na agricultura familiar agroecológica no Território de Irecê e a potencial contribuição para o desenvolvimento sustentável, a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), vinculada à Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), participa, entre os dias 7 e 9 de outubro, do IV Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno. O evento acontece às 8h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília – DF.

Para a engenheira agrônoma da EBDA, Marilene Simões da Rocha, os agricultores familiares compreendem que a agroecologia relaciona-se à educação ambiental, saúde e a uma vida saudável. “A prática agroecológica possibilita a produção de alimentos de boa qualidade sem o uso de adubos químicos e agrotóxicos. Também contribui para a conservação dos bens naturais e ecossistemas, além de incentivar boas práticas de manejo de solo e água, e diversificar a produção da agropecuária”, observa.

Marilne Rocha vai apresentar no seminário, o resultado do trabalho de pesquisa sobre práticas agroecológicas desenvolvido com agricultores familiares no Território de Irecê.

O Seminário de Agroecologia reunirá mais de mil pessoas, incluindo estudantes e agricultores familiares para fomentar o conhecimento e a formação de políticas públicas que viabilizem e fortaleçam a agricultura familiar de base agroecológica. A programação do evento inclui palestras, mesas- redondas e apresentações de trabalhos.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.