Com raça e sufoco, Vitória vai às oitavas da Sul-Americana

Luiz Teles | A Tarde Com sofrimento, mas também com merecimento, o Vitória está nas oitavas de final da Copa Sul-Americana 2014. Após ter vencido por 1 a 0 em Recife, o Rubro-Negro baiano voltou a bater o Sport, na quarta-feira, 3, por 2 a 1, no Barradão, garantindo um lugar na fase internacional da […]

Em 04/09 de 2014

Luiz Teles | A Tarde

Willie toca de cobertura na saída de Magrão e faz um golaço no Barradão | Foto: Eduardo Martins

Willie toca de cobertura na saída de Magrão e faz um golaço no Barradão | Foto: Eduardo Martins

Com sofrimento, mas também com merecimento, o Vitória está nas oitavas de final da Copa Sul-Americana 2014. Após ter vencido por 1 a 0 em Recife, o Rubro-Negro baiano voltou a bater o Sport, na quarta-feira, 3, por 2 a 1, no Barradão, garantindo um lugar na fase internacional da competição.

Em duelo ainda sem data definida, o Vitória enfrenta agora o vencedor do duelo River Plate (URU) x Emelec (EQU), que jogam nos dias 18 e 25.

O Leão baiano volta agora suas atenções para o Campeonato Brasileiro, onde enfrenta o Santos, sábado, às 18h30, no Pacaembu. Apesar de estar na lanterna do torneio, com 16 pontos, um triunfo em São Paulo pode levar o Vitória para fora da zona de rebaixamento, justamente na rodada (19ª) que marca a virada do 1º para o 2º turno.

O jogo
Nos primeiros 45 minutos de jogo, nem parecia que o Vitória havia entrado em campo com a vantagem de ter vencido o jogo de ida . ‘Ligado’ na partida, o Leão baiano era rápido na troca de passes e firme na marcação, praticamente anulando os pernambucanos, ainda que sem muito volume ofensivo.

À vontade em campo, o Vitória abriu o placar aos 21 minutos, num golaço de Willie. Ele recebeu um longo lançamento de Richarlyson em curva e antecipou o chute logo depois do quique da bola, encobrindo o goleiro Magrão.

O ponto negativo da etapa foram as contusões. Roger sentiu a coxa esquerda, deixou o campo aos 14 minutos e dificilmente ele terá condições de atuar contra o Santos. Nos minutos finais, Willie torceu o joelho esquerdo, foi para os vestiários sentindo muitas dores no local e não voltou para o 2º tempo.

O domínio da etapa inicial deu lugar a um ‘apagão’ que quase custou a vaga ao Vitória. O Sport marcou o gol de empate cedo, aos 8 minutos, com Rithely, e seguiu firme no ataque. O Rubro-Negro baiano não conseguia parar as seguidas investidas dos pernambucanos e, sem encaixar contra-ataques, sofria muito para se defender.

O alívio veio apenas aos 28 minutos, quando finalmente a equipe conseguiu acertar mais de duas jogadas seguidas e pegar o Sport desguarnecido. Após uma bela virada de jogo de Beltran, Nino Paraíba partiu para cima da zaga, chegou à linha de fundo e tocou rasteiro para Marcinho, que chutou rasteiro e fez 2 a 1.

O gol esfriou os ânimos do adversário, que ainda teve algumas boas chances, mas o Vitória soube levar a partida até o fim e comemorar a classificação.

Vitória 2 x 1 Sport – Copa Sul-Americana
Local: Estádio Barradão, em Salvador-BA;
Gols: Willie, aos 21’ do 1º T, e Marcinho, aos 28’ do 2º T (V); Rithely, aos 5’ do 2º T (S);
Público: Não divulgado;
Árbitro:  Leandro Pedro Vuaden (SP);
Assistentes: Emerson de Carvalho (SP) e Rodrigo Pereira Joia (RJ);
Cartão amarelo: Patric (S).

Vitória
Júnior Fernández, Nino Paraíba,  Roger Carvalho (Ednei), Luiz Gustavo e Mansur; Adriano, Richarlyson e Marcinho; Willie (Cáceres), Marcos Júnio (Edno) e Guillermo Beltrán.
Técnico:  Ney Franco.

Sport 
Magrão, Patric, Ferron, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Ibson (Mike) e Danilo (Érico Júnior); Felipe Azevedo e Neto Baiano.
Técnico:  Eduardo Baptista.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.