Carlos Prazeres e Daniela Mercury interpretam obra de Heitor Villa-Lobos no Teatro Castro Alves

Karlene Rios Ministério da Cultura e EMS apresentam “Villa-Lobos em Movimento”, projeto que pretende aproximar o público da música erudita. A estreia acontece em Salvador e inclui ensaio aberto e uma apresentação gratuita. Contribuir para disseminar o gosto pela música erudita. Este é o objetivo do projeto Villa-Lobos em Movimento, que pretende aproximar o grande […]

Em 04/11 de 2016

Karlene Rios

Ministério da Cultura e EMS apresentam “Villa-Lobos em Movimento”, projeto que pretende aproximar o público da música erudita. A estreia acontece em Salvador e inclui ensaio aberto e uma apresentação gratuita.

Daniela Mercury dará voz a um pout-pourri com canções populares | Foto: Divulgação

Daniela Mercury dará voz a um pout-pourri com canções populares | Foto: Divulgação

Contribuir para disseminar o gosto pela música erudita. Este é o objetivo do projeto Villa-Lobos em Movimento, que pretende aproximar o grande público da importante obra do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos. A estreia acontece em Salvador, com ensaio aberto comentado para jovens de escolas e orquestras locais, no dia 14 de novembro (segunda-feira), às 17h, e concerto aberto ao público no dia 15 de novembro (terça-feira), às 20h, no Teatro Castro Alves (Praça Dois de Julho, s/n – Campo Grande), com regência do Maestro Carlos Prazeres e solos do gaitista José Staneck e participação especial da cantora Daniela Mercury. O projeto – que também passa por São Paulo no mês de abril de 2017 – conta com patrocínio da EMS, através da Lei Rouanet, e é uma realização da Novo Traço e do Ministério da Cultura/Governo Federal.

Com conceito musical criado por Carlos Prazeres, o concerto passeará por um Brasil profundo, revisitando o som e as cores da obra de Villa-Lobos. Fauna e flora brasileiras, assim como o ritmo do interior do país, suas belezas, dores, festas e tradições estarão presentes no repertório, que vai das “Bachianas no. 2 – O Trenzinho do Caipira” ao “Canto do Cisne Negro”, passando por “Arioso”, de J. S. Bach, grande inspiração para o compositor brasileiro. Os arranjos são de Alexandre Caldi.

A orquestra que executará o concerto será formada exclusivamente para a apresentação e reunirá 56 músicos baianos. Um dos mais conceituados instrumentistas da gaita do Brasil, com um estilo que mescla jazz, MPB e música clássica, José Staneck interpreta “Concerto para gaita”. Já a solista convidada Daniela Mercury dará voz a um pout-pourri com canções populares, como “Canção de amor”, “Trenzinho do caipira” (que recebeu letra de Ferreira Gullar) e “Se essa rua fosse minha”, uma das cantigas populares rearranjadas por Villa-Lobos nos anos 1930. “Daniela já tem uma familiaridade com a obra do Villa, que cantou em inúmeros carnavais, sendo absolutamente fiel à obra do mestre. Some-se isto ao seu imenso carisma, talento e musicalidade, temos um casamento perfeito”, explica o maestro Carlos Prazeres.

Para completar a experiência artística, projeções e intervenções em vídeo mapping do catalão Alvaro Uña, com conteúdo inédito em sincronia com a experiência sonora. No Brasil desde 2010, o artista desenvolve e produz projetos multimídia unindo a ciência e a arte, e já trabalhou na criação de novas tecnologias para shows e criação de conteúdos para artistas como Marisa Monte, Los Hermanos, Jorge e Matheus, Paralamas do Sucesso, Luan Santana, Jota Quest, Samba Noir.

Sobre Heitor Villa-Lobos
Nome mais importante da música erudita do Brasil, Heitor Villa-Lobos (1887 – 1959) foi um compositor vanguardista, fortemente influenciado pelas expressões artísticas do interior do país: os improvisos dos repentistas, os instrumentos tradicionais, as cantigas populares e indígenas. Compositor prolífico, escreveu cerca de mil obras, entre choros, óperas, sinfonias e outros gênero musicais. Entre suas composições mais populares estão “Cair da tarde”, “Melodia sentimental”, “Quadrilha”, “O canto do uirapuru” e “Bachianas brasileiras”.

Participou da Semana de Arte Moderna de 1922, marco do Modernismo brasileiro. Entre os títulos mais importantes que recebeu está o de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Nova Iorque; foi o primeiro presidente e fundador da Academia Brasileira de Música e regeu onze orquestras brasileiras e quase 70 em mais de 20 países, com grande sucesso principalmente nos Estados Unidos e França.

“Villa-Lobos é o maior e mais importante compositor brasileiro. Dentro de sua música ouvimos pela primeira vez as florestas brasileiras, as sua raízes populares (como é o caso do choro e outros estilos de norte a sul), uma visão realista dos nossos índios, nossas melodias folclóricas e tudo aquilo que estabelece raízes profundas com o nosso povo”, conclui Prazeres.

Ficha Técnica
Direção artística e regência: Carlos Prazeres – Atual regente titular da Orquestra Sinfônica da Bahia e regente assistente da Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES) desde 2005, Carlos Prazeres tem dirigido importantes conjuntos sinfônicos ao redor do mundo, como a Orchestre National des Pays de la Loire na França.

Arranjos: Alexande Caldi – Saxofonista, flautista, compositor, arranjador, produtor musical e professor. Como arranjador, realizou trabalhos para a Orquestra Petrobras Sinfônica (RJ), a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (PR), a Orquestra de Sopros da ProArte (RJ) e grupos de câmara como o Trio Capitu (RJ) e o Quinteto Piazzollando, além de diversos artistas e grupos da nossa música popular.

Solista Gaita: José Staneck – Como solista, interpretou o “Concerto para Harmônica e Orquestra”, de Heitor Villa-Lobos, ao lado das seguintes orquestras: Sinfônica da Paraíba, Sinfônica da Bahia, Sinfônica de Porto Alegre, Sinfônica Nacional e Sinfônica de Recife, sob a regência do maestro Carlos Veiga; Sinfônica Brasileira, na regência de Sílvio Barbato; e da Orquestra Pró-Música e Sinfônica de Curitiba, com o maestro Alceu Bocchino. Atuou também, junto à Orquestra Sinfônica Brasileira, na gravação da trilha sonora de “Villa-Lobos – Uma vida de paixão”, filme de Zelito Viana.

Solista Popular: Daniel Mercury – Uma das cantoras brasileiras mais conhecidas e respeitadas dentro e fora do país. Vencedora de um Grammy Latino, por seu álbum “Balé Mulato”, ganhou outros seis Prêmios TIM de Música, um prêmio pela APCA, três prêmios Multishow e dois prêmios pelo VMB, de melhor videoclipe e fotografia. São dezessete CDs e seis DVDs gravados em mais de trinta anos de carreira.

Serviço

Villa-Lobos em Movimento

O quê: Ensaio aberto comentado
Quando: 14 de novembro, 17h
Onde: Teatro Castro Alves
Quanto: Gratuito para estudantes e músicos de orquestras de Salvador

O quê: Concerto Villa-Lobos em Movimento
Quando: 15 de novembro, 20h
Onde: Teatro Castro Alves
Quanto: Gratuito
Ingressos disponíveis a partir do dia 07 de novembro nas bilheterias do TCA .
Bilheteria Teatro Castro Alves
Horário de Funcionamento: De segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 9h às 21h.
SAC do Shopping Barra
Horário de Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 17h; sábado, das 8h às 12h
SAC do Shopping Bela Vista
Horário de Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 17h; sábado, das 8h às 12h.
Informações: (71) 3535-0600

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.