Bíblia no bolso salva a vida de motorista nos EUA

Por: Leiliane Roberta Lopes | Gospel Prime Um adolescente teria atirado contra ele para entrar em uma gangue Por pouco o americano Rickey Wagoner, 49 anos, não morreu baleado em Dayton, Ohio (EUA) na segunda-feira (24) pela manhã. Wagoner é motorista de ônibus e parou o veículo para resolver um problema quando foi abordado por […]

Em 28/02 de 2014

Por: Leiliane Roberta Lopes | Gospel Prime

Um adolescente teria atirado contra ele para entrar em uma gangue

01Por pouco o americano Rickey Wagoner, 49 anos, não morreu baleado em Dayton, Ohio (EUA) na segunda-feira (24) pela manhã.

Wagoner é motorista de ônibus e parou o veículo para resolver um problema quando foi abordado por três adolescentes.

A polícia de Dayton afirmou nesta terça que os adolescentes faziam uma espécie de iniciação de uma gangue e um deles, para ser aceito no grupo, teria que matar alguém.

“Ele ouviu um dos suspeitos dizer que era o momento de matar um urso polar para entrar em um clube”, disse o sargento Michael Pauley ao canal de TV WCPO.

Um dos jovens atirou duas vezes contra o peito de Wagoner, que permaneceu em pé e tentou tirar a arma das mãos do atirador.

As balas não acertaram o motorista porque ele tinha um livro no bolso, um exemplar da Bíblia Sagrada. “No início eu pensei que tinha sido baleado. Senti como se tivesse sido atingido com uma marreta no peito”, relatou a vítima.

Wagoner conseguiu atingir um dos adolescentes com uma caneta e eles fugiram deixando a arma. Mesmo atirando na direção deles, o motorista não conseguiu atingi-los e eles fugiram.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.