Através de parcerias Abapa traz curso técnico em Agropecuária para região oeste

Virgília Vieira | Ascom Abapa Através de uma iniciativa da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães e Agrosul – John Deere, será implantado o Curso Técnico em Agropecuária, em Luís Eduardo Magalhães. O curso será dividido em aulas práticas e teóricas. A Abapa, […]

Em 16/09 de 2015

Virgília Vieira | Ascom Abapa

Reunião para a oficialização da parceria, no gabinete do prefeito Humberto Santa Cruz | Foto: Virgília Vieira

Reunião para a oficialização da parceria, no gabinete do prefeito Humberto Santa Cruz | Foto: Virgília Vieira

Através de uma iniciativa da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães e Agrosul – John Deere, será implantado o Curso Técnico em Agropecuária, em Luís Eduardo Magalhães. O curso será dividido em aulas práticas e teóricas.

A Abapa, através do Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, ficará responsável pela estrutura física e supervisão do programa, com objetivo de promover a devida capacitação dos alunos por meio de treinamentos específicos, que serão realizados em ao longo do curso. “Esta oportunidade de parceria, contribuirá para que colaboradores e produtores, tenham um aprimoramento nos conhecimentos individuais e, poderemos moldar um curso de acordo com nossas necessidades nas fazendas”, enfatizou o presidente da Abapa, Celestino Zanella.

Segundo o diretor de ensino da UFV, Diego França Freitas, o curso é gratuito e a universidade vai entrar com toda parte de certificação. “Estamos entrando com a certificação e toda a nossa tradição no oferecimento de cursos tanto presenciais quanto a distância. A prefeitura e a Abapa irão nos apoiar na questão logística, no translado dos docentes e a Abapa, além da estrutura física, auxiliará na seleção e supervisão dos estudantes. O curso já recebeu certificação do Ministério da Educação (MEC) e com o aval de Abapa e da Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, a expectativa é começar o mais rápido possível”, afirmou o diretor.

Com uma procura maior que a esperada, a previsão é de início das aulas ainda neste semestre. Ao todo serão disponibilizadas 50 vagas. O prefeito Humberto Santa Cruz acredita que a parceria irá beneficiar toda cadeia do agronegócio da região. “Para Luís Eduardo Magalhães e região este curso será muito importante. A capacitação profissional é hoje uma prioridade para que continuemos a nos desenvolver”, disse o prefeito Humberto Santa Cruz.

O coordenador do Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia, Douglas Fernandes, afirma que esta foi uma grande conquista para os produtores da região e que por meio desta nova parceria junto a UFV, o Centro de Treinamento Parceiros da Tecnologia revalida o compromisso perante os associados da Abapa de se manter como o maior e melhor centro tecnológico direcionado à agricultura de precisão da região.

O Centro de Treinamento é um projeto da Abapa, que tem como objetivo a capacitação e qualificação de operadores e mecânicos de equipamentos agrícola. O CT foi iniciado com recursos do Fundeagro, porém, atualmente conta com recursos do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e com a parceria da Agrosul Máquinas/John Deere, que disponibiliza os equipamentos necessários para as aulas práticas dos cursos.

Curso Técnico em Agropecuária à distância – O curso é voltado para a formação de profissionais que atuam nas atividades agrícolas e zootécnicas. As disciplinas oferecidas para o curso incluem, entre outros conceitos, noções elementares de biologia e agricultura, estudos dos solos, técnicas de administração de agronegócios e criação de animais. Também fazem parte da grade economia rural; organização e gerenciamento rural; silvicultura; caprinocultura e apicultura; fitossanidade animal e vegetal; técnicas e métodos de plantio; bovinocultura de leite e de corte; legislação rural; noções genéricas sobre construções de residências rurais e zootécnicas; uso do GPS; topografia; máquinas e implementos utilizados na agricultura e zootecnia; alimentação de animais, bovinos, equídeos, suínos e aves; cuidados sanitários; produção de queijos e outros derivados do leite; produção de defumados; processamento da carne e engenharia rural.

As atividades do curso serão distribuídas em aulas práticas e teóricas. O curso tem duração de dois anos, sendo dividido em quatro módulos semestrais. Ao final, é obrigatória a realização do estágio supervisionado com carga horária de 150 horas.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.