Aiba trata com Seinfra ações nas estradas do oeste

Ana Caroline Tavares | Ascom Aiba Com objetivo de discutir o plano de ação para a recuperação das rodovias do Oeste da Bahia, que o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato, esteve reunido dia 16 de julho em Salvador, com o secretário estadual de Infraestrutura da Bahia, Marcos […]

Em 20/07 de 2015

Ana Caroline Tavares | Ascom Aiba

aiba-01Com objetivo de discutir o plano de ação para a recuperação das rodovias do Oeste da Bahia, que o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato, esteve reunido dia 16 de julho em Salvador, com o secretário estadual de Infraestrutura da Bahia, Marcos Cavalcanti.

Entre os trechos comentados, estão as obras de recuperação e pavimentação na BA-225 (Coaceral) que já foram iniciadas. Serão 75 km de estradas recuperadas e um investimento de R$ 13 milhões de reais. O prazo de conclusão é de aproximadamente 10 meses.

Também foi discutida a recuperação do Anel da Soja, onde o secretário informou que a previsão para início das obras ficou para o começo de agosto. Na primeira semana deste mês, as máquinas finalizaram a recuperação de 40 km do trecho final da rodovia, próximo da localidade de Placas.

O presidente da Aiba explicou que as obras das redes de estradas do Oeste são fundamentais para o desenvolvimento da agricultura praticada na região. “Este trabalho beneficia a toda a região, à medida que facilita o escoamento da safra e traz conforto a população local que pode se deslocar com mais segurança e rapidez; o apoio de setores públicos e privados é essencial para a sua realização”, disse Busato.

OUTROS TRECHOS
Continuam as negociações da Aiba para o início da operação tapa-buraco ao longo de aproximadamente 150 km da BR-349, que liga Correntina a BR-020; o mesmo acontece nos 124 km da BA-463, que liga o município de São Desidério à BR-020.

A Aiba está também auxiliando na elaboração dos projetos das Pontes do Sapão e Rio Preto, no município de Formosa do Rio Preto, para viabilizar o acesso da Coaceral à região do Estrondo.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.