Aiba busca a ampliação do serviço de energia elétrica no Oeste

Rassana Milcent | Ascom Aiba Tratar sobre a ampliação do serviço de energia elétrica para o Oeste da Bahia. Este foi o principal assunto da audiência do presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato, com o secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; o pres. da Coelba, José Roberto Bezerra de Medeiros; e o superintendente de operações […]

Em 05/02 de 2015

Rassana Milcent | Ascom Aiba

Foto: Ascom Aiba

Foto: Ascom Aiba

Tratar sobre a ampliação do serviço de energia elétrica para o Oeste da Bahia. Este foi o principal assunto da audiência do presidente da Aiba, Júlio Cézar Busato, com o secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti; o pres. da Coelba, José Roberto Bezerra de Medeiros; e o superintendente de operações da Coelba, Eduardo Gerardi, na última quarta-feira, 04), em Salvador. Também estava presente a assessora da Presidência da Aiba, Rosi Cerrato.

O presidente da Aiba explicou que a ampliação e a regularidade do serviço de energia elétrica são fundamentais para o desenvolvimento da agricultura praticada na região, à medida que permitirá a ampliação das áreas irrigadas e facilitará a instalação de agroindústrias no local.

“Vamos trabalhar, em conjunto, para acelerarmos as obras de subestações como a de São Marcelo e a do Pratudão, e demais redes de distribuição de energia. A Aiba vai mobilizar seus produtores associados para que sejam reunidas as demandas de energia elétrica por localidade e, em seguida, repassará a Coelba. O passo seguinte será o envio destas informações para a ANEEL, para que seja definido o percentual de investimento”, explicou Busato.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.