Adutora do Algodão aumenta oferta de água em Caetité

Secom Bahia Parte da estrutura da segunda etapa da Adutora do Algodão, obra que já está com 80% da sua estrutura montada e previsão para ser concluída em 2015, foi colocada em operação pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) de forma emergencial e temporária para levar água do rio São Francisco até o […]

Em 16/08 de 2014

Secom Bahia

Foto: Divulgação/Embasa

Foto: Divulgação/Embasa

Parte da estrutura da segunda etapa da Adutora do Algodão, obra que já está com 80% da sua estrutura montada e previsão para ser concluída em 2015, foi colocada em operação pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) de forma emergencial e temporária para levar água do rio São Francisco até o sistema de abastecimento de Caetité.

Com a iniciativa, houve um aumento da oferta de água no município, amenizando os transtornos enfrentados pela população, decorrentes do racionamento na distribuição de água, que vem acontecendo desde 2012, quando se agravaram os efeitos da estiagem no semiárido baiano. O investimento foi de R$ 370 mil, com recursos próprios da Embasa.

Em decorrência da instalação de conjuntos de bombas provisórios em quatro estações elevatórias já construídas e à implantação de um trecho complementar de 1.300 metros de tubulação foi possível incrementar 80 metros cúbicos por hora na captação de Santarém, unidade do sistema de abastecimento de água de Caetité.

Realizada a partir de convênio entre o governo federal, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), e o Governo da Bahia, por meio da Embasa, como parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a segunda etapa da Adutora do Algodão levará água do rio São Francisco a Caetité e a outras localidades do município. Estão sendo investidos R$ 26 milhões na implantação de 83 quilômetros de tubulação, sete estações elevatórias e três grandes reservatórios.

Fotos: Divulgação/Embasa

Fotos: Divulgação/Embasa

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.