ADAB apreende peixes da Semana Santa impróprios para consumo em Barreiras

Josalto Alves | Ascom Adab Preocupada com o trânsito de produtos de origem animal nas rodovias da Bahia durante estes dias que antecedem a Semana Santa, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à intensificou as ações de fiscalização no combate ao transporte de pescados impróprios para consumo. Na última sexta-feira, 27, na […]

Em 30/03 de 2015

Josalto Alves | Ascom Adab

Peixes apreendidos pela Adab em Barreiras | Foto: Divulgação

Peixes apreendidos pela Adab em Barreiras | Foto: Divulgação

Preocupada com o trânsito de produtos de origem animal nas rodovias da Bahia durante estes dias que antecedem a Semana Santa, a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à intensificou as ações de fiscalização no combate ao transporte de pescados impróprios para consumo. Na última sexta-feira, 27, na BR-242 em Barreiras, foram apreendidos cerca de 150 quilos de pescado impróprios para o consumo, que seriam comercializados na “Feira do Peixe”.
A carga estava sendo transportada de forma inadequada, sem acondicionamento e sem condições mínimas higiene, e já apresentava sinais de deterioração. A carga apreendida foi destruída.

De acordo com o coordenador regional da Adab de Barreiras, Pedro José Custódio Neto, o consumidor deve ficar atento ao adquirir o peixe para o almoço da “Sexta-feira da Paixão”. “Quando comprado fresco, o peixe deve apresentar guelras brilhantes e com a cor vermelha, clara e sem marcas cinzentas. A pele tem que estar brilhante e úmida ao tato. Já os peixes congelados devem estar acondicionados em embalagens fechadas e bem lacradas”, orienta o coordenador, lembrando que o que não pode faltar é o selo de inspeção sanitária, pois garante um alimento seguro para o consumidor.

O diretor de Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária, Willadesmon Silva, da Adab, ressalta que o consumo de produtos irregulares e sem inspeção traz sérios riscos à saúde da população. “Ao apreender esse alimento irregular, estamos prestando um serviço ao consumidor, impedindo que ele chegue à sua mesa”, disse o diretor técnico.

“As ações terão continuidade durante toda a semana, visando salvaguardar a saúde pública, além de trazer bons frutos na coibição do transporte irregular de produtos de origem animal, constituindo-se uma importante ferramenta para o fortalecimento das ações de garantia de saúde pública”, informa o diretor-geral da Adab, Oziel Oliveira.

.

.

.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.