Abapa debate estratégias para combate do bicudo-do-algodeiro

Virgília Vieira | Ascom Abapa Para debater novas estratégias de combate ao bicudo-do-algodoeiro e reformulação do Programa Fitossanitário, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Embrapa, Fundação Bahia, Adab, Aiba, pesquisadores, produtores, consultores, e gerentes de fazenda, se reuniram no dia 15, em Barreiras. Durante a reunião, foi feita uma apresentação sobre o problema […]

Em 02/11 de 2015

Virgília Vieira | Ascom Abapa

A reunião aconteceu no auditório da Abapa, em Barreiras | Foto: Virgília Vieira/Ascom Abapa

A reunião aconteceu no auditório da Abapa, em Barreiras | Foto: Virgília Vieira/Ascom Abapa

Para debater novas estratégias de combate ao bicudo-do-algodoeiro e reformulação do Programa Fitossanitário, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Embrapa, Fundação Bahia, Adab, Aiba, pesquisadores, produtores, consultores, e gerentes de fazenda, se reuniram no dia 15, em Barreiras.

Durante a reunião, foi feita uma apresentação sobre o problema do bicudo-do-algodoeiro, citando a atuação do Programa Fitossanitário da Bahia.

As demandas na área de pesquisa foram levantadas em reunião no dia 07 de outubro e gerou um protocolo de ações:

1. Reduzir população no final de safra
2. Colheita rápida e bem feita
3. Eliminar soqueira, rebrota, tigueras e plantas voluntárias
4. Cumprir o Vazio Sanitário –sem prorrogações
5. Fiscalização
6. Mapeamento com armadilhas (GIS/GPS)
7. Calendário de semeadura (Safra / Safrinha)
8. Tratamentos de bordaduras
9. Aplicações em B1
10. Priorizar micro gotas oleosas (UBV/BVO) em ótimas condições meteorológicas e de gestão de riscos
11. Monitoramento: reboleiras, % de botões atacados
12. Grupos Técnicos de Trabalho -regionais
13. Encurtar ciclo
14. Evitar “algodão-milho”
15. Medidas complementares: tratamento de soqueiras, combate em soja/milho, catação de botões, soqueira-isca, atrai-e-mata, etc.
16. Treinamentos contínuos (produtores, técnicos, operacional e monitores)

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.