10º Congresso Brasileiro do Algodão analisará a qualidade da fibra

Marília Moreira Especialistas apontarão quais os tipos de fibra mais requeridos no mundo e os pontos críticos da produção nacional O tema central do 10º Congresso Brasileiro do Algodão – “Qualidade. Caminho para a Competitividade” –, que será realizado de 1º a 4 de setembro, em Foz do Iguaçu, será o foco de duas plenárias […]

Em 29/07 de 2015

Marília Moreira

Especialistas apontarão quais os tipos de fibra mais requeridos no mundo e os pontos críticos da produção nacional

O Congresso será realizado em Foz do Iguaçu | Foto: Reprodução www.bandeirantes820.com.br

O Congresso será realizado em Foz do Iguaçu | Foto: Reprodução www.bandeirantes820.com.br

O tema central do 10º Congresso Brasileiro do Algodão – “Qualidade. Caminho para a Competitividade” –, que será realizado de 1º a 4 de setembro, em Foz do Iguaçu, será o foco de duas plenárias programadas para a manhã do terceiro dia do evento.

A primeira plenária será sobre “Fatores que definem a qualidade da fibra de algodão”, e estará a cargo de Eric Hequet, da Texas Tech University, considerado uma das maiores lideranças internacionais neste assunto. Ele falará sobre os tipos e qualidades do algodão mais requeridas no mundo, bem como os fatores mais importantes para sua aferição e obtenção.

Já a segunda plenária será sobre os “Problemas da qualidade do algodão brasileiro”. A questão será abordada por seis debatedores, que falarão sobre os pontos críticos na produção, colheita mecanizada, beneficiamento, industrialização, comercialização e exportação, com sugestões para sua melhoria.

A equipe de debatedores é coordenada pelo engenheiro agrônomo Dr. Eleusio C. Freire, da GBCA, que falará sobre os principais gargalos da produção e a qualidade do algodão brasileiro. Os demais integrantes são: Celestino Zanela, da Abapa – Associação Baiana de Produtores de Algodão,que apresentará os problemas da comercialização e exportação do produto; Daniel E. González, da Lumus Corporation, que discorrerá sobre os efeitos positivos e negativos do beneficiamento na qualidade do algodão; Antonio Fabelo, da Indústria Cataguases, que apresentará uma visão prática do uso do algodão brasileiro nos processos têxteis; Renildo Luis Mion, da UFMT, que falará sobre os aspectos da colheita mecânica para obtenção de algodão de qualidade, e Leon Piçon, da Orta Anadolu, que apresentará a visão da indústria têxtil internacional em relação à qualidade do algodão brasileiro, fazendo uma comparação do algodão brasileiro com origens alternativas, do ponto de vista de um usuário.

Promovido pela Abrapa – Associação Brasileira dos Produtores de Algodão, o 10º CBA será realizado no centro de convenções do Hotel Recanto Cataratas Resort, em Foz do Iguaçu. O evento deverá reunir mais de mil participantes, entre produtores, pesquisadores, agrônomos, consultores, fornecedores de máquinas, implementos e serviços e demais profissionais do agronegócio.

Clique aqui para inscrições e informações.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.