05/novembro/2013- Atualizado em 05/11/2013 0:37:53

Por que temos que orar?

01Nós temos que orar por vários motivos.

Cada pessoa tem um motivo para orar, mas comumente os motivos se repetem. Quais são eles? Problemas de saúde, problemas financeiros, problemas amorosos, agradecimento, e por ai vai.

Nós humanos temos manias absurdas, tais como, mentir, pecar todos os dias, tanto em pensamentos como em ações. Até mesmo inveja, nós temos. Uns de uma forma e outros de outra forma, mas quase todos, invejamos.

Sabem de uma coisa? Invejar os maus nos afasta de Deus!

Em Salmos 73:2, a palavra nos diz: – Quanto a mim, os meus pés quase que se desviaram; pouco faltou para que escorregassem os meus passos.

Antes de declarar sua fé na justiça divina, o salmista Asafe, músico extraordinário, confessa que, de início, o que sentia era indignação. “Porém, quando vi que tudo ia bem para os orgulhosos e maus, quase perdia a confiança em Deus, porque fiquei com inveja deles.” (Salmo 73:2-3).

A Bíblia não nos ensina um mundo cor de rosa, um mundo de facilidade, um mundo perfeito, onde não temos problemas. Ela nunca tenta esconder as fragilidades espirituais dos seus personagens, obrigados a vivenciar as corrupções do mundo. Na narrativa bíblica, nenhum autor escondeu o lado sombrio e negativo dos seus reis, profetas e sacerdotes. Por isso, quando lemos a Bíblia, encontramos em suas páginas muito de nós mesmos, não é verdade?

Asafe, corajosamente, confessa: “quase perdi a confiança em Deus…” Hoje, é difícil ter alguém com essa coragem. Exemplo disso, nós não vemos esta coragem nas pregações dos púlpitos e dos estúdios de televisão. Qual será o objetivo de nos dizerem que não temos o direito de ser frágeis e de duvidar? Aumentar a nossa culpa? O objetivo da Bíblia não é o de nos arrasar, mas o de nos restaurar. No final do salmo, Asafe nos diz porque não sucumbiu: “Faço do Senhor o meu refúgio e anuncio tudo o que Ele tem feito”. Amém!

Pois é, irmãos, pra nos fortalecermos, necessitamos de nos armar. Devemos nos armar contra as investidas do inimigo. O inimigo que é milenar, conhecedor de tudo, de nossas fragilidades. O inimigo não desiste nunca de nos tirar do caminho de Jesus, de nos afastar da verdade. Ele nos espreita dia e noite. Todo segundo, toda hora, todos os dias, todas as semanas, todos os meses, todos os anos. Portanto, precisamos nos preparar, nos armar. E como vamos nos armar para enfrentar tão perigoso oponente?

Saiba alguns passos básicos:

Primeiro passo:
Devemos ler a Bíblia diariamente, pelo menos um capítulo por dia. E aos domingos, quando normalmente temos mais tempo, devemos ler pelo menos um livro.

Segundo passo:
Devemos orar, mas orar bastante, como diz em 1 Tessalonicenses 5:17 – Orai sem cessar. Pois é orando que vamos conseguir uma intimidade maior com nosso Deus. O Deus de Abraão, Isaac e Jacó. Orando vamos falar com Deus e aumentar nossa sensibilidade para que também possamos ouví-Lo.

Terceiro passo:
Sempre que pudermos devemos estar reunidos com os irmãos das congregações, reunidos como um exército, o exército do Senhor para enfrentarmos as adversidades e as investidas do inimigo em nossas vidas. Eu disse sempre que pudermos, e poder irmãos, é querer. Ou seja, temos que ter o compromisso de só não estarmos juntos nos cultos, nas orações, quando precisarmos trabalhar ou estudar na hora dessas reuniões. Do contrário, temos que estarmos juntos nos cultos, nas orações, reuniões para falarmos das coisas de nosso Pai.

Quarto passo:
Para reforçar tudo o que foi descrito, é necessário que façamos também um jejum sempre que for necessário, sempre que estiver acontecendo algo que não estamos conseguindo vencer.

Resumindo: para conseguirmos enfrentar as investidas do inimigo, devemos ler a bíblia, orar, jejuar, estarmos juntos, formando um corpo maravilhoso para batalhar pela nossa salvação. Isso nos alegra a alma, e quando a alma está alegre, é porque está próxima do Pai, e se estamos próximos do Pai, o inimigo não terá forças de nos atingir.

Amor e Paz a todos!

Osmar Ribeiro

O conteúdo de cada comentário é de exclusiva responsabilidade do autor e mensagens ofensivas não serão postadas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!