Tito se reúne com Ministro da Infraestrutura que garante continuidade das obras da FIOL

A ferrovia fomentará ainda mais o desenvolvimento agrícola da região Oeste

Em 26/03 de 2019

O deputado federal, Tito, participou na manhã desta terça-feira (26), de uma audiência no Ministério da Infraestrutura com o Ministro Tarcísio Gomes de Freitas e sua equipe para discutir o andamento das obras da Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL), com relação aos trechos que serão construídos no Oeste da Bahia.

A reunião faz parte de um conjunto de esforços do trabalho que o deputado vem empreendendo para ajudar a garantir as obras da FIOL no Oeste, por entender a importância da via férrea para o desenvolvimento da região.

Tito debateu com o Ministro a importância da ferrovia para o desenvolvimento da Bahia e do país.

A FIOL dinamizará o escoamento da produção da Bahia e servirá de ligação da região com outros polos do país por intermédio de conexão com a Ferrovia Norte-Sul. A ferrovia ligará as cidades de Ilhéus, Caetité e Barreiras a Figueirópolis, no estado do Tocantins, formando um corredor de transporte que irá otimizar a operação do Porto Sul, em Ilhéus, e ainda abrirá nova alternativa de logística para portos no norte do país atendidos pela Ferrovia Norte-Sul e
Estrada de Ferro Carajás.

“Sabemos da importância econômica dessa ferrovia para a região. Tivemos hoje uma grande oportunidade para discutir e esclarecer as possíveis causas que poderiam desencadear a paralisação das obras da ferrovia. Mas o Ministro nos deu uma boa notícia, ao garantir a sua continuidade até conclusão”, declarou o parlamentar.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.