Rui Costa cobra parceria do governo federal contra violência

Correio da Bahia O candidato destacou a criação de seis bases aéreas da PM nas regiões da Bahia equipadas com helicópteros O petista Rui Costa cobrou ontem parceria do governo federal para a área de segurança pública nos estados, durante a primeira entrevista da rádio CBN com os candidatos ao governo baiano e ao Senado. […]

Em 18/07 de 2014

Correio da Bahia

O candidato destacou a criação de seis bases aéreas da PM nas regiões da Bahia equipadas com helicópteros

Candidato do PT ao governo da Bahia é entrevistado pela rádio CBN | Foto: Evandro Veiga

Candidato do PT ao governo da Bahia é entrevistado pela rádio CBN | Foto: Evandro Veiga

O petista Rui Costa cobrou ontem parceria do governo federal para a área de segurança pública nos estados, durante a primeira entrevista da rádio CBN com os candidatos ao governo baiano e ao Senado. “A questão de segurança não é só do Estado da Bahia. Se fosse, seria até mais fácil de resolver. Infelizmente, é uma questão nacional. (…)Eu entendo que o governo federal tem que entrar de maneira mais decidida e ser parceiro dos estados na solução”.

No entanto, o petista culpou os governos anteriores pela escalada da violência na Bahia, mesmo após mais de sete anos da gestão Jaques Wagner. “O governador recebeu uma sucata como herança”, afirmou Rui.

Entre as principais propostas para a área de segurança, o candidato destacou a criação de seis bases aéreas da PM nas regiões da Bahia, equipadas com helicópteros, e de mais três companhias especializadas, nos mesmos moldes das unidades militares da Caatinga e do Cerrado. Garantiu ainda investimentos na área de inteligência e de combate ao crime organizado.

Ao avaliar os dois mandatos de Wagner, Rui atribuiu as “dificuldades” de gestão à pouca experiência do aliado. “Ele (Wagner) teve dificuldades de quem nunca teve oportunidade de governar o estado e fez pela primeira vez. Eu brinco, e ao mesmo tempo falo sério, ao dizer (para ele): ‘vou fazer melhor ou tão bom quanto você’. Vou receber uma base melhor e eu fui secretário duas vezes (Relações Institucionais e Casa Civil), sei onde as cobras moram, como diz o ditado”, afirmou.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.