Em discurso na AL-BA, deputada repudia violência contra manifestantes

A agressão contra o presidente da Associação de Moradores do Arboreto (Barreiras), Rubens Bernardes Pereira, foi veementemente repudiada pela deputada Kelly Magalhães em discurso no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), na tarde desta quarta-feira (19). Representante do oeste baiano, Kelly afirmou que a atitude do prefeito Antônio Henrique, registrada pelas câmeras da TV […]

Em 19/02 de 2014

01A agressão contra o presidente da Associação de Moradores do Arboreto (Barreiras), Rubens Bernardes Pereira, foi veementemente repudiada pela deputada Kelly Magalhães em discurso no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), na tarde desta quarta-feira (19). Representante do oeste baiano, Kelly afirmou que a atitude do prefeito Antônio Henrique, registrada pelas câmeras da TV Bahia, envergonha não somente os barreirenses, mas toda a população da região.

“Eu subo à tribuna desta casa hoje com um sentimento de tristeza, de vergonha, de pesar, pela situação vexatória que a cidade de Barreiras passou na última semana”, disse. A deputada afirmou não ter ficado surpresa com tal atitude: “Ele apenas mostrou o que foi a vida inteira. Todos já conheciam sua face truculenta e agora, com certeza, milhares de pessoas viram, com a exibição das imagens feitas pela TV Bahia, em rede nacional. Viram o cinismo de um prefeito, um gestor de uma cidade dizer que tapa na cara de cidadão é normal. Não pode ser normal. A violência jamais será normal, em qualquer cidade, em qualquer lugar do mundo.”

Kelly manifestou solidariedade ao presidente da associação agredido e à população de Barreiras. “Dois terços da população não esquece sua truculência e não votou neste prefeito e se entristece em ver uma cena tão deprimente. O tapa que o senhor Rubens recebeu foi um tapa na dignidade do povo de Barreiras e do oeste da Bahia”, afirmou.

A parlamentar ressalta que as manifestações em cidades como Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro são muito maiores e que os prefeitos não saem às ruas para agredir manifestantes. “Essa marca cabe ao prefeito Antônio Henrique, da cidade de Barreiras. Mandar passar por cima de mulheres e crianças com uma retroescavadeira, cabe a ele. A marca triste da violência, da truculência, da arrogância, de uma gestão que não oferece o essencial, sequer o mínimo para a dignidade do cidadão, a educação é um caos, a saúde, uma vergonha total”.

“Esse é o prefeito de Barreiras, esse é o prefeito que envergonha toda a Bahia”, finaliza.

Veja mais sobre o assunto:

Líder comunitário registra queixa na polícia após ser agredido por Antonio Henrique

Caso Antonio Henrique: Nota de esclarecimento da Assessoria do Prefeito

Caso Antonio Henrique: Karlucia Macedo lamenta episódio

Prefeito da maior cidade do oeste, bate em líder de associação

Caso Antonio Henrique: Nota de Repúdio da Câmara

Prefeito de Barreiras agride manifestante do Arboreto (veja o vídeo)

1 comentário

carlos roberto
Comentou em 20/02/14

É isso ai deputada parabens

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.