Deputado Tito se reúne com a ministra Damares Alves; na pauta demandas da região Oeste da Bahia

Durante o encontro foram discutidas e tratadas as necessidades indígenas da região, dos Conselhos Tutelares e da ONG Miquei

Em 01/05 de 2019

Na noite dessa segunda-feira (29), o Deputado Federal Tito, se reuniu em Brasília com a ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

O órgão é responsável pela articulação interministerial e Intersetorial das políticas de promoção e proteção aos Direitos Humanos no Brasil.

Entre as reivindicações apresentadas, kits para os Conselhos Tutelares e do Idoso, com os equipamentos fundamentais ao funcionamento e atuação dos Conselhos, como carro, computadores, mesas e bebedouros, e a questão agrária dos índios Kiriris da região Oeste.

Na oportunidade, o deputado também apresentou à titular da pasta, um vídeo da jovem barreirense Janinne, que é surdocega. A ministra ficou emocionada e pediu que a jovem participe da campanha da Secretaria Nacional da Pessoa com Deficiência.

 

Ainda durante a reunião, a Ministra fez contato com o presidente da FUNAI, Franklimberg de Freitas, para falar sobre o problema dos Kiriris. Damares colocou-se à disposição do deputado para ir à Barreiras conhecer o instituto Miquei – ONG.

“Foi uma reunião de grande valia, onde tratamos de diversas demandas da região, dentre elas a questão agrária dos índios Kiriris que, por orientação da Ministra, será atendida pela FUNAI, principalmente a situação jurídica que se arrasta por muitos anos na Justiça Federal”, disse Tito.

Veja o vídeo da reunião

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.