Comissão de Agricultura da ALBA realiza evento em defesa da agropecuária baiana

Discussão teve como objetivo mostrar a importância da agropecuária na estrutura produtiva do Estado, tanto como importante comprador de bens e serviços, quanto como importante fornecedor de insumos para os demais setores

Em 06/06 de 2019

A Comissão de Agricultura e Política Rural presidida pela deputada jusmari Oliveira (PSD), deve promover encontros com o governador Rui Costa, com o diretor de Defesa Sanitária Animal da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Rui Ferreira Leal, e com o deputado federal João Roma (PRB), relator do Decreto 9642 na Câmara dos Deputados. Todos estes eventos terão uma mesma pauta: a defesa dos agropecuaristas baianos.

Na manhã da terça-feira (04), durante reunião ordinária do colegiado, os deputados manifestaram preocupação, em especial, com as notícias de pragas e doenças que poderão afetar gravemente a produção e a economia baianas.

Outro assunto que voltou ao debate na Comissão de Agricultura foi o decreto 9642, editado pelo então presidente Michel Temer e mantido pelo atual Governo Federal. Por ele, haverá a redução gradativa dos descontos concedidos nas tarifas de energia elétrica para produtores agropecuários. A redução dos descontos será “à razão de vinte por cento ao ano sobre o valor inicial, até que a alíquota seja zero”.

Os deputados estaduais também pretendem ir à Brasília, desta vez para se encontrar com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). A ideia é pressioná-lo para que coloque em votação o relatório de Roma, que atenua os prejuízos contra os agropecuaristas.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.