Comissão de Agricultura da Alba discute zoneamento agrícola para a cultura do cacau

A região Oeste também vem realizando experiências de sucesso com a plantação, que pode vir a se transformar, no entendimento de Jusmari, em opção de produção para pequenos e médios agricultores do vale do Rio Grande

Em 12/06 de 2019

A convite do secretário Lucas Costa, a Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada Jusmari Oliveira (PSD), participará às 14 h desta quarta-feira (12) do lançamento da validação do zoneamento agrícola para a cultura do cacau, na sede da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri). Este é um tema sobre o qual os deputados vêm se debruçando, na defesa de políticas governamentais de fortalecimento da cacauicultura baiana.

O Oeste do Estado vem realizando experiências de sucesso com a plantação do cacau, que pode vir a se transformar, no entendimento da presidente do colegiado, Jusmari Oliveira, em opção de produção para pequenos e médios agricultores do vale do Rio Grande. Na região, a produtividade tem sido alta.

O fato foi constatado pelo secretário Lucas Costa, que conheceu no final do mês passado a experiência pioneira no cultivo do cacau irrigado no cerrado, em fazenda próxima à Barreiras, que está produzindo uma média de 150 arrobas por hectare ao ano. A produção tem prognóstico de ser duplicada.

A presidente do colegiado, Jusmari Oliveira, já mantém contato com os presidentes das comissões de agricultura de todas as assembleias legislativas do Nordeste para que possam ir juntos à Brasília. A ideia é fortalecer a iniciativa.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.