Órgãos ambientais se reúnem pela debater a recarga, operação e manutenção do Aquífero Urucuia

Técnicos representantes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Agência Nacional de Águas (ANA), Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (SEMA), Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) participaram de uma reunião, no município de Luís Eduardo Magalhães (BA), durante o XXIII […]

Em 16/10 de 2013

teste-interno2Técnicos representantes da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Agência Nacional de Águas (ANA), Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (SEMA), Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) participaram de uma reunião, no município de Luís Eduardo Magalhães (BA), durante o XXIII Conird. Eles discutiram a administração dos recursos hídricos no país e, em especial, as possibilidades de utilização das águas do aquífero Urucuia para fomentar a irrigação no Oeste da Bahia.

Segundo informações dos técnicos da ANA e da CPRM já existe uma grande quantidade de informações sobre o Aquífero Urucuia, inclusive com suas potencialidades hídricas para os usos múltiplos. Com base nisso, o diretor de Águas da Aiba, Cisino Lopes, está articulando uma nova reunião com o intuito de encontrar mecanismos técnicos e institucionais que permitam iniciar procedimentos de uso das águas do Aquífero mediante compromissos formais entre as instituições envolvidas, garantindo sustentabilidade do uso das águas do Urucuia.

Fonte: Ascom Aiba

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.