Embasa promove reparos nas estruturas de inspeção da rede de esgotamento sanitário no Oeste da Bahia

Apesar da pandemia do novo do coronavírus, as frentes de trabalho da empresa continuam trabalhando para a execução do serviços de manutenção

Em 15/06 de 2020

Assessoria de Comunicação da Embasa Unidade Regional de Barreiras (UNB)

Com cinco sistemas de esgotamento sanitário em operação no Oeste da Bahia, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) vem garantindo reparos necessários às estruturas de inspeção na rede. Apesar da pandemia do novo do coronavírus, as frentes de trabalho da empresa continuam trabalhando para a execução do serviços de manutenção e que podem ser acionados, remotamente, pelo 0800 0555 195, pela agência virtual em www.embasa.ba.gov.br ou pelo aplicativo do celular.

Somente este ano, foram realizadas 390 correções dos poços de visita (PVs), pontos sinalizados com uma tampa na via pública, e que funcionam como porta de entrada dos técnicos para desobstrução e limpeza da rede de esgoto pelos caminhões hidrojato. Foram reformados os PVs ou substituídas as tampas de 221 pontos em Luís Eduardo Magalhães e 145 em Barreiras, sendo os demais serviços executados em Canápolis, Ibotirama e Muquém do São Francisco, onde a empresa também mantém sistemas de esgotamento sanitário em funcionamento.

O gerente regional de esgotamento sanitário da Embasa, Vagner Pereira, explica que os PVs são danificados principalmente pelo peso de veículos de transportes de carga ou pelo tráfego intenso em algumas vias, e em outros casos, pelas chuvas que levam pedras e lixo para a rede, rompendo a estrutura destes equipamentos. “À medida que nossas equipes em campo ou a população identificam as tampas ou os próprios pontos danificados, a Embasa faz prontamente os devidos reparos para a segurança de quem transita nas ruas e para manter em pleno funcionamento o sistema de esgotamento sanitário”, afirma Pereira.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.