Bolsonaro chega em Barreiras e assina parceria para construção de trecho da FIOL em São Desidério

O Presidente chegou em Barreiras na manhã dessa sexta-feira e pegou um helicóptero até São Desidério, onde foi realizado um evento para a assinatura do termo

Em 11/09 de 2020

Fotos: Ricardo Botelho/MInfra

Na manhã dessa sexta-feira (11), por volta das 8h50, o Presidente Jair Bolsonaro chegou no aeroporto Dom Ricardo Weberberger, em Barreiras. Bolsonaro foi recepcionado por muitos apoiadores, que se aglomeraram para tentar conversar com o Presidente. Atendendo aos pedidos, Bolsonaro interagiu e conversou com as pessoas que estavam no local.

Porém, apesar de aterrissar em Barreiras, a comitiva presidencial tinha outro local como destino. Por isso, por volta das 9h30, o Presidente, acompanhado do Ministro Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, e do Ministro General Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, embarcou num helicóptero com direção a São Desidério, com o objetivo de assinar o termo de compromisso e firmar a parceria para a construção de um trecho da Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL).

As obras para a construção da FIOL começaram em 2011 e estavam previstas para serem concluídas em 2014, sendo fruto da parceria entre o Governo da Bahia e o Governo Federal. Porém, elas ficaram paralisadas entre 2015 e 2017 em função da falta de verbas.

O termo assinado pelo Presidente formaliza a parceria entre a Construtora Engenharia, Construções e Ferrovias S/A (Valec) e o Exército Brasileiro, que devem, juntos, construir um trecho de 18 km da ferrovia, equivalente a aproximadamente 0,8% do total da extensão total da FIOL e que está localizado no lote 7, próximo à cidade de Correntina. Quando estiver concluída, a FIOL terá 1.500 km de extensão, ligando Barreiras e Porto Sul, em Ilhéus.

De acordo com a Valec, o objetivo do Ministério da Infraestrutura é que 85% da obra esteja concluída até 2022, uma vez que o convênio firmado nessa sexta-feira apresenta um prazo de duração de 24 meses. Para isso, estima-se que mais de 300 civis e militares devem trabalhar na construção da infraestrutura e da superestrutura da ferrovia, que conta com um investimento de R$ 115 milhões.

A estimativa é que, com a conclusão da FIOL, o custo do transporte de grãos, minérios e álcool, que são destinados ao mercado externo, deve diminuir, o que também vai facilitar o escoamento da produção do Oeste da Bahia.

Após participar da cerimônia, o Presidente voltou a participar de uma aglomeração, interagindo e tirando fotos com apoiadores, mas não falou com a imprensa. A comitiva voltou de helicóptero para Barreiras por volta das 10h30 e seguiu viagem para Brasília no avião presidencial. Vale lembrar que essa é a quarta vez que o Presidente visita alguma cidade do nordeste em menos de 50 dias.

.

.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.