Espanha abre amanhã o luto mais longo da história da democracia

O país passará por 10 dias de luto

Em 26/05 de 2020

Sandra Cristina | Correspondente na Espanha

Houve 35 mortes e 194 contagiados nas últimas 24 horas, e a Espanha eleva a 27.117 falecidos por coronavírus. A cidade de Lleida na Cataluña, foram registradas umas contaminações, sobretudo em empresas agro alimentarias e não se descarta que em uma festa familiar celebrada em uma discoteca onde resultaram infectados 20 pessoas (número maior do que o permitido na fase de ‘desconfinamento’ pelo Governo central, de 10 pessoas.

E hoje, depois dos dados informados pelo Ministério da Saúde, o Presidente de Governo, Pedro Sanches, anunciou que a Espanha estará de luto a partir de amanhã, quarta-feira (27). O país se somará, durante 10 dias, em luto pelas vítimas do coronavírus. Será o luto mais largo a história da democracia. Há algumas semanas, o presidente de Governo anunciou no Congresso que quando todo o território espanhol estivesse na fase 1 da ‘desescalada’, ele decretaria a medida.

Nesse período, ordenarão a meia asta, as bandeiras de todos os edifícios públicos e dos buques da armada. Para o presidente, “os falecidos nesta pandemia merecem nossa lembrança por toda a vida, mas merecem uma homenagem ainda maior: merecem nosso convivência e nossa paz”, em sua roda de imprensa, disse o presidente Sanchez que “juntos devemos conviver no mesmo país que eles construíram, Espanha lhes deve isso”, concluiu.

Amanhã, 1 minuto de silêncio será guardado ao meio dia em memória das vítimas do covid-19. Isso sim, é uma situação sem precedentes. Espanha não conta com uma ordem jurídica marcada para esses casos, e tem que fazer por tanto, “decreto a decreto”. Cada vez que quiser decretar um luto, terá que aprovar um a um. A característica comum de tudo isso são as bandeiras a meia asta.

Por outro lado, e depois de muita pressão dos sindicatos e conselho de Medicina, hoje o Conselho de Ministros entrou em acordo em que o contágio por coronavírus do pessoal sanitário seja considerado como acidente de trabalho “em todos os seus efeitos”.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.