30/janeiro/2014- Atualizado em 29/01/2014 22:03:29

No castelo do rei…

01

Ele pode sentir todas as horas de vida.
No seu interior estão todas as delicias que poderia sonhar.
No recanto mais escondido, sente a beleza e o frescor da natureza.
Basta que levante um pouco a cabeça para desfrutar das imagens da vida.
Vislumbra colinas cobertas de caminhos que levam ao vale por escorre uma veia de vida e vontades.
Descortina imensa planície que leva a cascatas de sussurros leves de saudades.
Os troncos das árvores se lhe mostram como armas de sedução e promessas.
Ouve no farfalhar das folhas, palavras que lhe enchem os ouvidos de calmas e densas canções.
Os perfumes que lhe chegam são tantos que sua imaginação jamais deixa de viajar.
Das torres do castelo podem encontrar brancos lençóis em forma de bandeiras de paz.
No castelo do rei, ele sabe que sempre terá momentos de depois.
Depois de sentir o sabor de viver, o sabor de estar vivo.
Nada mais simples e mais completo do que o seu castelo.
Tão cheio de calma, vida e sabores, que dele não gostaria de jamais sair.
E se em algum momento sente lá fora o mundo em turbilhão, sabe que dentro do seu castelo, haverá ainda paz e sedução.
Cada recanto tem sempre uma imagem diferente a cada momento.
Jamais se repetem, mas também nunca se escondem.
Sempre estão vivas, parecendo algo dizer.
E quase sempre nem mesmo o rei consegue entender.
Talvez porque no seu castelo, ele se sinta mesmo o rei.
No castelo do rei, ele sabe que é simplesmente, o mais feliz dos mortais.

fala-sério

O conteúdo de cada comentário é de exclusiva responsabilidade do autor e mensagens ofensivas não serão postadas.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!