Novas regras da placa Mercosul passam a valer em 28 de agosto

Padrão Mercosul será obrigatório para veículos novos, os que forem transferidos de Município ou Estado e em casos de placa cinza danificada ou roubada

Em 04/07 de 2019

Imagem destaque: O QR Code possibilita a rastreabilidade da placa, dificultando a sua clonagem e falsificação | Foto: Divulgação/Detran

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) alerta os proprietários de veículos que a resolução 780, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), alterou as regras do emplacamento Mercosul nos estados que já implantaram o novo sistema, como é o caso da Bahia. As mudanças passam a valer em 28 de agosto.

O padrão Mercosul será obrigatório para veículos novos, os que forem transferidos de Município ou Estado e em casos de placa cinza danificada ou roubada. A transferência de propriedade do carro ou da moto não acarretará em troca de placas.

O visual da nova placa foi modificado, com a retirada das ondas sinuosas e da pintura reflexiva, o que deve reduzir o custo de produção. Foram mantidos os sete caracteres (quatro letras e três números), o código de barras bidimensional (QR Code), a marca d’água, bandeira do Brasil e emblema do bloco econômico. As placas Mercosul já instaladas não precisarão ser substituídas.

1 comentário

Gerson Carvalho
Comentou em 04/07/19

Eu acho que esta placa tem três erros graves que poderiam ser corrigidos, 1º o material da pintura que sai com aditivado dos postos de lavagens, 2º tem três indicações de país, 3º não tem indicação de estado e nem de cidade, por que não substitui duas indicações de país por estado e cidade?

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.