Menina de 14 anos é esfaqueada após negar pedido de namoro

G1 ES | Iara Diniz, de A Gazeta Adolescente foi atingida com uma faca pelo amigo do pretendente. Ela foi levada a hospital em Vitória, recebeu atendimento e foi liberada. Uma adolescente de 14 anos foi esfaqueada após recusar o pedido de namoro de um menino de 12 anos, em Santo André, Vitória, na noite […]

Em 25/11 de 2014

G1 ES | Iara Diniz, de A Gazeta

Adolescente foi atingida com uma faca pelo amigo do pretendente.
Ela foi levada a hospital em Vitória, recebeu atendimento e foi liberada.

Menina é esfaqueada após negar pedido de namoro | Foto: Arquivo pessoal

Menina é esfaqueada após negar pedido de namoro | Foto: Arquivo pessoal

Uma adolescente de 14 anos foi esfaqueada após recusar o pedido de namoro de um menino de 12 anos, em Santo André, Vitória, na noite do último domingo, 23. A menina voltava da igreja, quando foi atingida com uma faca pelo amigo do pretendente. Ela foi levada para o hospital São Lucas, na capital, recebeu atendimento médico e foi liberada na manhã desta segunda-feira, 24. O suspeito do crime fugiu.

A vítima e o suspeito, um garoto de 14 anos, frequentam a mesma igreja evangélica. Ele teria seguido a adolescente na volta para casa e a atingindo com uma faca. Segundo a estudante, como de costume, ela foi até uma Casa de Oração, em São Pedro V, com alguns amigos. No local, ela encontrou o autor do crime, que a ameaçou.

“Há um mês o amigo dele, que também é da igreja, me pediu em namoro, mas eu não aceitei. Aí eu comecei a conversar com outro menino e eles acharam que eu estava namorando. Ontem o amigo dele me encontrou e disse que ia atrás de mim”, contou.

A estudante já estava próxima a casa onde mora, quando foi surpreendida pelo garoto, por volta das 22h30. Com uma faca, o adolescente tentou atingi-la na barriga, mas a garota se virou para correr e foi esfaqueada nas costas. Um colega que estava com a vítima presenciou o crime e correu para pedir ajuda. “Quando eu olhei ele já estava com a faca para me acertar. Tentei fugir, mas ele acabou atingindo minhas costas. Eu caí no chão e meu amigo saiu chorando, pedindo ajuda”, lembrou.

Uma amiga da mãe da adolescente estava na esquina e socorreu a menina até a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.