Conta de luz terá acréscimo no mês de agosto

Aneel anunciou o regime de bandeira vermelha

Em 05/08 de 2019

Pipah Comunicação | Imagem destaque reprodução JI Online

O consumidor no mês de agosto irá pagar uma taxa extra na conta de luz, isto porque a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), divulgou na sexta-feira, dia 26 de julho, a cobrança da bandeira vermelha patamar 1. Segundo a agência reguladora a justificativa é de que o mês é de secas nas bacias hidrográficas. Na prática, significa que a cada 100kWh consumido terá um acréscimo de R$4,00. A Aneel já havia divulgado no mês de julho um aumento na bandeira amarela, de R$ 1,50 a cada 100kWh.

Alcione Belache, CEO da Renovigi, uma das fabricantes líderes de sistemas fotovoltaicos no Brasil, explica que este tipo de aumento é comum, e que o consumidor, precisa estar atento.

“Aqui no Brasil não percebemos a finitude a água, já que é tudo em abundância. Mas vivemos em uma crise hídrica. O nosso planeta já deu alertas sobre isso, estamos vivendo no máximo dos nossos recursos. Precisamos virar a chave da consciência. Procurar energias renováveis é um caminho para reduzir o impacto ambiental e também acabar com esse fantasma de acréscimo da conta de luz. A radiação solar está disponível para todos, mas é preciso pensar a longo prazo”, pondera.

O que são as bandeiras
A bandeira verde indica “condições favoráveis de geração de energia” e a tarifa não sofre nenhum acréscimo. A bandeira amarela mostra “condições de geração menos favoráveis”, enquanto a vermelha mostra “condições mais custosas de geração” ou “ainda mais custosas”.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.