Alunos de escola estadual em Osasco são pegos fazendo sexo em sala de aula

Estudantes tinham entre 12 e 13 anos; segundo adolescentes, ato foi consensual Três meninos e uma menina foram surpreendidos por uma inspetora fazendo sexo em uma sala de aula da Escola Estadual Doutor Aureliano Leite, em Osasco, na Grande São Paulo. Com idade entre 12 e 13 anos, foram flagrados já sem roupa pela funcionária […]

Em 08/10 de 2013

Estudantes tinham entre 12 e 13 anos; segundo adolescentes, ato foi consensual

Segundo a Secretaria da Educação, a direção da escola acionou os pais dos alunos envolvidos e os acompanhou até a delegacia

Segundo a Secretaria da Educação, a direção da escola acionou os pais dos alunos envolvidos e os acompanhou até a delegacia

Três meninos e uma menina foram surpreendidos por uma inspetora fazendo sexo em uma sala de aula da Escola Estadual Doutor Aureliano Leite, em Osasco, na Grande São Paulo. Com idade entre 12 e 13 anos, foram flagrados já sem roupa pela funcionária da escola durante o intervalo.

O caso foi registrado como ato infracional pelo delegado do 7º Distrito Policial de Osasco e encaminhado à Vara da Infância e Juventude.

O fato aconteceu na última quinta-feira (3). Segundo depoimento da mãe de um dos meninos, os alunos teriam recebido um bilhete de uma aluna de 12 anos os convidando para irem até uma sala de aula durante o intervalo. A escola acionou os pais dos alunos que, depois de uma conversa com a diretora, foram encaminhados ao distrito onde o caso foi registrado.

Em depoimento, a menina informou que tudo aconteceu em comum acordo, já que a mãe da adolescente chegou a levantar a hipótese de que a filha poderia ter sido violentada. Já a mãe de um dos meninos envolvidos disse acreditar que houve falha na fiscalização dos adolescentes.

Segundo informações da escola, os alunos estão sendo acompanhados pelo conselho tutelar.

De acordo com a Secretaria da Educação do Estado, os meninos foram suspensos e devem ser matriculados em outras escolas para evitar constrangimentos. A adolescente deve permanecer no estabelecimento.

A pasta informou ainda que a escola tomou todas as providências relativas ao caso, acompanhando os pais até a delegacia e dando suporte necessário.

Fonte: R7

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.