Wagner afirma que está fazendo revolução silenciosa na Bahia

Em seu programa de rádio desta semana, o governador Jaques Wagner ressalta que o governo estadual vem fazendo uma espécie de revolução silenciosa na Bahia. “Com muita humildade, mas com segurança e orgulho, eu digo que a gente tem feito uma caminhada importante para a melhoria das condições de vida de todos os baianos e […]

Em 17/12 de 2013

01Em seu programa de rádio desta semana, o governador Jaques Wagner ressalta que o governo estadual vem fazendo uma espécie de revolução silenciosa na Bahia. “Com muita humildade, mas com segurança e orgulho, eu digo que a gente tem feito uma caminhada importante para a melhoria das condições de vida de todos os baianos e para a melhoria da economia do nosso querido Estado”.

O governador enfatiza os avanços nos indicadores sociais, com a redução das taxas da mortalidade infantil, do analfabetismo e do desemprego – “gerando 550 mil empregos” -, além da redução do número de homicídios por meio das ações do programa estadual Pacto pela Vida.

Wagner também fala sobre o destaque da Bahia no leilão de energia eólica, realizado na última sexta-feira (13) pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), ao arrematar “mais de 40% de tudo que foi leiloado”, e do voo inaugural Salvador-Paulo Afonso realizado nesta segunda-feira (16).

Ações nas áreas de saúde e segurança pública
Ele fala ainda da seca em municípios baianos, “a mais séria dos últimos 50, 60 anos”, e do aperto fiscal em todos os Estados, ao afirmar que “com humildade, faço um balanço positivo [do governo]. Longe de mim, dizer que estamos com tudo resolvido. Temos uma caminhada ainda muito grande. Não tenho dúvida que, em qualquer campo do governo, há avanço significativo”.

Para ele, saúde e segurança são os dois grandes desafios, mas cita a construção de cinco hospitais na Bahia. “Estamos fazendo o sexto em Seabra”. Wagner também destaca 530 Postos de Saúde da Família, ampliação de vagas de UTI e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), e o programa Saúde em Movimento, com realização de exames oftalmológicos e cirurgias de catarata.

Quanto à segurança pública, o programa destaca a redução, no mês de novembro, do número de homicídios na capital baiana e na Região Metropolitana de Salvador (RMS). “Estamos aí com mais 1,4 mil soldados iniciando curso para irem às ruas e ampliar os [efetivo de] 12 mil que já contratei”. O governador também ressalta a renovação da frota, a área de inteligência policial e o Pacto Pela Vida, que “integrou completamente a Polícia Civil, a Polícia Militar, a Polícia Técnica, o Poder Judiciário e o Ministério Público”.

Destaque no leilão de energia eólica
Outro assunto abordado no Conversa é a participação da Bahia nos leilões de energia eólica, na sexta-feira passada, ao vencer 42% dos editais. Para o governador, isso evidencia que “a postura do nosso governo dá confiança e tranquilidade para que os empresários venham investir em nossa terra” e representa a consolidação do território baiano na produção da energia dos ventos no Brasil.

“A gente vem crescendo muito [no segmento]. Meu esforço é muito grande e há um reconhecimento. Ganhei um prêmio pelo esforço, pelo tratamento que a gente tem dado, porque entendo que energia eólica é uma energia limpa e, portanto, sustentável. Além disso, tivemos a competência de trazer para a Bahia toda a cadeia produtiva da energia eólica. Hoje praticamente todos os equipamentos usados são fabricados na Bahia”.

Voo inaugural Salvador-Paulo Afonso
Ainda no programa, Wagner fala sobre o voo inaugural Salvador-Paulo Afonso. Ele diz que o aeroporto fica numa região muito importante, a qual começa a ganhar um voo comercial, beneficiando empresários, estudantes e as famílias.

O governador cita ainda o Aeroporto de Feira de Santana, que já está com a concessão feita, e do sonho de transformá-lo num grande ponto de partida de voos regionais, não só na Bahia, mas também para outros Estados, uma vez que Feira de Santana é a segunda maior cidade do Estado, a porta de entrada do sertão e já tem economia bastante desenvolvida.

“Espero que com essa política de atração de novos voos, a gente possa diminuir a distância num Estado tão grande quanto o nosso – do tamanho de países como a Espanha e um pouco maior do que a França”.

Deixe seu comentário

*
*
Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Falabarreiras. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Falabarreiras poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto. É possível digitar até 600 caracteres. Os comentários que estiverem escritos em letras maiúsculas e tiverem links serão rejeitados.